Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Subida do petróleo pressiona bolsas norte-americanas (act.)

As bolsas norte-americanas abriram em queda pressionadas pela subida do petróleo, numa altura em que se especula que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) corte a produção caso os preços da matéria-prima mantenham a tendência de queda r

Negócios negocios@negocios.pt 18 de Setembro de 2006 às 14:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas norte-americanas abriram em queda pressionadas pela subida do petróleo, numa altura em que se especula que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) corte a produção caso os preços da matéria-prima mantenham a tendência de queda registada nas últimas semanas.

O Dow Jones [indu] descia 0,21% para 11.536,51 pontos e o Nasdaq [ccmp] caía 0,18% para 2.231,66 pontos.

O petróleo está a subir cerca de 0,5% quer em Londres quer em Nova Iorque, o que representa o segundo dia consecutivo de ganhos com o mercado a especular que a OPEP pode reduzir a produção desta matéria-prima se os preços continuarem em queda.

Ainda a contribuir para a queda das bolsas está o facto do défice da balança de transacções correntes ter aumentado para 218,4 mil milhões de dólares no segundo trimestre (172,45 mil milhões de euros), o equivalente a 6,6% do PIB. Este é o segundo valor mais alto de sempre, superando as estimativas dos analistas.

A Home Depot, a maior retalhista imobiliária do mundo, seguia em queda depois do Credit Suisse ter reduzido o "rating" para as acções da empresa baseando esta revisão em previsões de resultados mais baixas devido ao abrandamento do crescimento do mercado imobiliário. As acções da empresa desvalorizavam 1,8% para os 36,55 dólares

Outras Notícias