Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Subida em Janeiro deixa antever ano positivo para as bolsas

Praças europeias e norte-americanas terminaram o primeiro mês com um saldo positivo. PSI-20 contrariou

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 30 de Janeiro de 2012 às 20:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Janeiro é um barómetro para o resto do ano. Se o popular adágio dos mercados se confirmar, tendo em conta o comportamento das bolsas no primeiro mês, pode esperar-se um 2012 positivo. Tanto nos EUA como nas principais praças da Europa. Para Lisboa, o cenário é pessimista. E mesmo que a bolsa nacional consiga subir, terá, segundo os analistas, um desempenho sempre aquém das pares.

O primeiro mês, que hoje termina, foi bastante positivo para os mercados accionistas dos dois lados do Atlântico. O S&P 500 subia, até ontem, 4%, já o Stoxx 600, que agrega as maiores empresas do Velho Continente, avançava 3,26%. Uma evolução que dá boas perspectivas para o comportamento dos mercados accionistas para os próximos 11 meses de 2012.

A contribuir para este comportamento têm estado "os resultados das empresas conhecidos até ao momento, que não têm decepcionado, no seu conjunto", diz Miguel Gomes da Silva. O responsável pela sala de mercados do Montepio lembra ainda que "em termos macroeconómicos, os últimos indicadores de sentimento económico na Europa têm ido ao encontro, ou mesmo superado, das expectativas dos analistas".

Esta realidade não teve, no entanto, reflexo em Lisboa. A uma sessão do final de Janeiro, o PSI-20 acumula uma descida de 3,5%, com apenas três cotadas em alta, em 2012. "Este desempenho deve-se à incerteza gerada quando à capacidade de Portugal pagar a sua dívida, com implicações na subida das taxas de juro no mercado secundário, o que afecta a alocação no investimento em acções", explica Pedro Lino, administrador da Dif Broker.

Em 19 anos, apenas por cinco vezes não se cumpriu o adágio de Janeiro, em Lisboa. Ainda é cedo para saber se 2012 se juntará aos anos de excepção, mas o certo é que a volatilidade deverá manter-se. António Seladas, responsável pelo departamento de "research" do Millennium BCP, acredita que os investidores não têm necessariamente de esperar um novo ano de perdas na bolsa de Lisboa, depois da queda do último mês, "mas, com certeza, um desempenho inferior ao da Zona Euro".

BOLSA ALEMÃ LIDERA GANHOS NA EUROPA

O índice da bolsa de Frankfurt sobe 9% em Janeiro, liderando os ganhos entre as principais bolsas europeias.

O facto de a Alemanha ter conseguido manter o "rating" máximo da Standard & Poors, ao contrário de França, contribuiu para cativar os investidores que procuram grandes multinacionais, presentes em mercados emergentes, mas que querem estar expostos a países com muito pouco risco.







Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias