Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Taxas de juro do crédito à habitação sobem pelo décimo mês consecutivo

A taxa de juro implícita no crédito à habitação subiu em Junho para 1,491% depois do aumento de 0,019 pontos percentuais, registando-se assim o décimo mês consecutivo de ligeiras subidas.

Bruno Simão/Negócios
David Santiago dsantiago@negocios.pt 23 de Julho de 2014 às 12:16
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

A subida entre Maio e Junho de 0,019 pontos percentuais da taxa de juro implícita do crédito à habitação, de 1,472% para 1,491%, o que representa o décimo mês consecutivo de ligeiras subidas desta taxa de juro. 

 

Nos contratos de crédito à habitação celebrados nos últimos três meses verificou-se uma queda, com a taxa de juro implícita a atingir os 3,087%, o que corresponde a uma diminuição de 0,093 pontos percentuais face ao mês anterior, de acordo com os dados disponibilizados esta quarta-feira, 23 de Julho, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). 

 

A prestação média em Junho manteve-se nos 260 euros, o mesmo valor verificado nos dois meses anteriores. Já relativamente aos créditos à habitação firmados nos últimos três meses, a prestação média foi de 323 euros, um incremento de 3 euros face a Maio.

 

Ainda em Junho, o valor do capital médio em dívida referente ao total dos créditos à habitação situou-se nos 57.268 euros, valor que significa uma redução face aos 57.338 registados em Maio.

 

O INE esclarece que o capital médio em dívida tem vindo a decrescer desde Junho de 2011, período que registou uma redução total acumulada de 2.395 euros.

 

Relativamente aos contratos assinados nos últimos três meses o valor médio do capital em dívida situou-se em 79.073 em Junho, que compara com os 75.808 euros registados em Maio.

Ver comentários
Saber mais INE Taxa de Juro
Outras Notícias