Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Taxas de juro podem subir mesmo com o desemprego em níveis elevados

O presidente da Reserva Federal de Atlanta, Dennis Lockhart, afirmou que o banco central norte-americano pode subir as taxas de juro no país para conter a inflação, mesmo que o desemprego permaneça alto.

Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 03 de Junho de 2010 às 12:54
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
O presidente da Reserva Federal de Atlanta, Dennis Lockhart, afirmou que o banco central norte-americano pode subir as taxas de juro no país para conter a inflação, mesmo que o desemprego permaneça alto.

“A política de juros poderá ter que começar a subir mesmo enquanto o desemprego estiver consideravelmente maior do que antes da recessão”, afirmou Lockhart num discurso em Atlanta, citado pela Bloomberg.

Para o responsável, uma “boa política, mesmo em circunstâncias de níveis de desemprego inaceitáveis pode incorporar taxas de juro mais elevadas”.

Apesar da crise da dívida pública na Europa, a economia americana cresceu em Maio, enquanto o emprego deverá ter aumentado em mais 500 mil trabalhadores no mesmo mês, segundo as estimativas dos economistas consultados pela agência de notícias Bloomberg.

O membro da Fed mostrou-se confiante em que um ano de recuperação vai continuar a criar empregos.

“Está a aproximar-se o tempo em que vai ser apropriado considerar reajustar a política de taxas de juro”, realçou o responsável. Ainda assim, adiantou que acredita que “esse tempo ainda não chegou”.

O presidente da Fed de Atlanta destacou ainda que “à medida que a economia continua a melhorar e os mercados financeiros encontram um nível estável, política de juros extremamente baixos não vai ser necessária para promover a retoma e vai tornar-se inconsistente com a manutenção da estabilidade dos preços”.

Actualmente, os juros nos EUA variam entre um intervalo de 0 e 0,25%.

Ver comentários
Outras Notícias