Mercados Taxas negativas do BCE atraem investidores para obrigações corporativas

Taxas negativas do BCE atraem investidores para obrigações corporativas

As medidas de estímulo do BCE estão a atrair os investidores para obrigações corporativas, que podem atingir taxas negativas devido à elevada procura, relata a Bloomberg.
Taxas negativas do BCE atraem investidores para obrigações corporativas
Reuters
Negócios 03 de fevereiro de 2015 às 18:03

Com taxas de juro das dívidas soberanas negativas, como o caso alemão, e a taxa negativa de 0,2% do Banco Central Europeu (BCE) para depósitos, alguns investidores estão a optar por aplicar o dinheiro noutras obrigações, noticia a Bloomberg. E a elevada procura pode empurrar as taxas de juro das obrigações corporativas para negativo. É o caso das obrigações da Nestlé SA, avaliadas com o terceiro nível de rating mais elevado, que podem ser as primeiras a negociar com uma "yield" negativa, afirmou à Bloomberg Barnaby Marting, analista no Bank of America.

 

"Da mesma forma que as bunds atingiram valores negativos, não há nada em teoria que impeça os juros das obrigações de curto prazo ficarem ligeiramente negativos também", afirmou Marting à Bloomberg. "Se os investidores querem depositar algum dinheiro, o problema em colocá-lo num banco ou num fundo são os retornos negativos potenciais, por causa da política de taxas negativas nos depósitos do BCE", disse.

 

A taxa de juro média que os investidores estão a exigir para deter obrigações corporativas de empresas com recomendação de investimento caiu para um nível recorde de 0,99% esta segunda-feira, de acordo com dados do Bank of America Merrill Lynch, citados pela Bloomberg. Este valor é menos de metade do nível de 2,1% definido no final de 2013.

 

Além da Nestlé, actualmente com "yields" de 0,05% em obrigações com maturidades de Outubro de 2016, outras obrigações corporativas, como a farmacêutica Roche Holding AG, podem registar taxas de juro negativas.

 

"Pode ser uma escolha entre comprar ‘bonds’ com ‘yields’ ligeiramente negativas, onde pelo menos há potencial para os preços subirem, ou deixar o dinheiro em depósitos com pouco potencial" de retorno, disse Joseph Faith, estratega de crédito no Citigroup Inc., à Bloomberg. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI