Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Tecnológicas portuguesas sobem em 2008 indiferentes à crise

Num ano negro para as acções mundiais, onde o mercado português não é excepção, há um sector que contraria a tendência negativa da bolsa nacional e consegue escapar às quedas, registando uma performance positiva em 2008. Depois de um ano com desempenho ab

Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 06 de Março de 2008 às 00:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Num ano negro para as acções mundiais, onde o mercado português não é excepção, há um sector que contraria a tendência negativa da bolsa nacional e consegue escapar às quedas, registando uma performance positiva em 2008. Depois de um ano com desempenho abaixo da média, em 2007, as tecnológicas destacam-se e são mesmo o único sector que acumula ganhos.

Após vários anos sem chamar a atenção, as tecnológicas parecem ter voltado à cena, com os movimentos de fusões e aquisições (F&A) a atraírem novos investidores. Pararede, Novabase, Reditus e Compta, as quatro tecnológicas cotadas na praça nacional, têm sido motivo de notícia devido a movimentos de concentração e rumores que têm surgido no mercado.

A Pararede é a empresa que mais ganha, acumulando uma valorização de 13,33% em 2008, enquanto a Novabase sobe 4,28% e a Compta soma 3,45%. Das quatro empresas, apenas a Reditus, que registou um desempenho bastante positivo em 2007, não consegue acompanhar os ganhos das suas pares, recuando mais de 8% desde o início do ano. Esta subida do sector tecnológico contraria a tendência de queda do mercado português, que perde 17,18%, com todas as empresas que integram o PSI-20 em terreno negativo, e do índice do sector na Europa, que cai 15,49%.

Ver comentários
Outras Notícias