Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Teixeira dos Santos apela a medidas concretas para travar saída de investidores

O presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), Fernando Teixeira Santos, apelou hoje a medidas de curto prazo e estruturantes para travar a saída e atrair novos investidores ao mercado de capitais nacional.

Bárbara Leite 27 de Março de 2003 às 11:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), Fernando Teixeira Santos, apelou hoje a medidas de curto prazo e estruturantes para travar a saída e atrair novos investidores ao mercado de capitais nacional.

«Se nada se fizer, será condenado o mercado de capitais, convidando a poupança a deslocar para o exterior», afirmou Teixeira dos Santos na Conferência Anual da CMVM subordinada ao tema «O Impacto no Mercado de Capitais Português das Normas Internacionais de Contabilidade e da Nova Directiva dos Serviços de Investimento».

Para este responsável serão necessárias «medidas não só de curto prazo, com impacto rápido, mas também medidas estruturantes para o desenvolvimento sustentado do mercado».

Embora considere que «possa não ser oportuno introduzir medidas face à actual conjuntura de mercado», Teixeira dos Santos refere a necessidade de «se incentivar o recurso ao financiamento através do mercado de capitais, com a atracção de fundos de investimento e de pensões».

O presidente da CMVM lembrou que o índice PSI20 «caiu mais de 50% desde Março de 2000 e uma quebra acima de 56% no volume negociado durante o mesmo período.

Desde o início do ano, «o PSI20 já caiu 7%», lamentou o responsável.

Boas práticas de governo das empresas, informação completa, sistemas eficientes de negociação, compensação e liquidação, intermediação financeira de qualidade e um quadro fiscal simples e competitivo são factores determinantes para alavancar o desenvolvimento da Bolsa nacional, referiu o presidente do regulador do mercado de capitais português.

A imagem do mercado de capitais nacional «poderá facilitar a atracção de investimento para a nossa economia», realçou a mesma fonte, acrescentando que «a CMVM procura contribuir para o debate sobre o futuro do mercado de capitais e para o seu desenvolvimento».

Outras Notícias