Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Tensão no Irão impulsiona petróleo

O petróleo recupera de mínimos de quatro semanas numa altura em que a Europa considera um embargo ao petróleo iraniano e com o país a lembrar que "nenhum país" conseguiria gerir o impacto do fecho do estreito de Ormuz, perto da fronteira iraniana.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 16 de Janeiro de 2012 às 09:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O West Texas Intermediate está a valorizar 0,65% para 99,34 dólares por barril ao ser negociado em Nova Iorque antes da abertura do mercado, enquanto o Brent, que serve de referência para as importações de petróleo na Europa, valoriza 1,01% para 111,56 dólares por barril.

O responsável do Irão na Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), Mohammad-Ali Khatibi, disse que os "nenhum país" do mundo conseguiria gerir as consequências do encerramento do estreito de Ormuz, por onde passam 17 milhões de barris de petróleo por dia, provenientes do Golfo Pérsico.

"Estamos a assistir a uma recuperação devido a preocupações geopolíticas do lado da oferta", disse o responsável da consultora Purvin & Gertz, Victor Shum, à Bloomberg. "Não existem tréguas na guerra de palavras que envolve o Irão", sublinhou.

As declarações do responsável iraniano foram feitas numa altura em que os líderes europeus se preparam para discutir um eventual embargo às exportações de petróleo do Irão.

A decisão poderá ser tomada no próximo dia 27 de Janeiro, para contrariar os esforços de desenvolvimento nuclear que o país está a levar a cabo e levou o vice-presidente, Mohammad Rea Rahimi, a ameaçar encerrar o estreito que liga o Golfo Pérsico ao Mar Arábico que liga ao Oceano Índico.

O West Texas Intermediate recupera dos 98,79 dólares por barril, em que chegou a negociar na sexta-feira, que é um mínimo de 21 de Dezembro.

Ver comentários
Saber mais Petróleo brent crude Nova Iorque Londres bolsa economia Irão
Outras Notícias