Mercados Uber trava mais de 10% no segundo dia em bolsa

Uber trava mais de 10% no segundo dia em bolsa

A Uber não entrou com o pé direito em bolsa e, pelo contrário, sucedem-se as travagens. Na segunda sessão desde a estreia, as perdas já roçaram os 11%.
Uber trava mais de 10% no segundo dia em bolsa
Reuters
Ana Batalha Oliveira 13 de maio de 2019 às 15:21

A Uber estreou-se em bolsa na passada sexta-feira, 10 de maio, e desde então tem visto pesadas desvalorizações. No segundo dia de negociação, os títulos já chegaram a perder quase 11% do valor.

 

A plataforma norte-americana de transporte em veículos descaracterizados segue a ceder 8,61% para os 37,9904 dólares, depois de já ter descido a um mínimo de 37,17 dólares na sequência de uma queda de 10,58%.

 

Na sessão de estreia fechou com uma quebra de 7,62%, pelo que a recém-cotada já conta uma perda de cerca de 17% desde que tentou acelerar nos mercados de capitais. A capitalização bolsista cifra-se agora nos 64,7 mil milhões de dólares, abaixo dos 82,4 mil milhões correspondentes à avaliação inicial. 

 

A Uber angariou 8,1 mil milhões de dólares no IPO, ao vender 180 milhões de ações a 45 dólares – um valor que se aproximou do nível mais baixo estipulado pelo Uber, que indicava um intervalo entre 44 e 50 dólares.

 

A Uber terá definido um preço mais conservador na tentativa de evitar o que aconteceu à rival Lyft, a qual acumula uma desvalorização de 23% desde a entrada em bolsa, no passado dia 29 de março.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI