Mercados UBS vai divulgar nome de 5.000 titulares no caso com os EUA

UBS vai divulgar nome de 5.000 titulares no caso com os EUA

O acordo que foi iniciado na semana passada entre os Estados Unidos e a Suíça, no caso em que o UBS foi processado pelo governo americano para divulgar o nome dos titulares de 52 mil contas acusados de fugir aos impostos, vai envolver a divulgação de cerca de 5.000 donos de contas, adianta a Reuters, que cita o semanal NZZ am Sonntag .
Patrícia Abreu 17 de agosto de 2009 às 09:32
O acordo que foi iniciado na semana passada entre os Estados Unidos e a Suíça, no caso em que o UBS foi processado pelo governo americano para divulgar o nome dos titulares de 52 mil contas acusados de fugir aos impostos, vai envolver a divulgação de cerca de 5.000 donos de contas, adianta a Reuters, que cita o semanário “NZZ am Sonntag”.

De acordo com a agência de notícias, o semanário adianta que o banco suíço vai revelar a identidade de 4.500 titulares de contas secretas na instituição, no âmbito do acordo com os EUA.

Com este acordo termina a disputa que envolveu as autoridades fiscais dos EUA, que processaram o banco suíço para divulgar os donos de 52.000 contas, acusados de fugir aos impostos.

Embora, o acordo deixe intacta o segredo bancário suíço, muitos banqueiros privados da Suíça afirmaram que o caso foi mal gerido.

De acordo com a Reuters, que cita uma fonte próxima do processo, o acordo com entre os EUA e a Suíça será assinado ainda esta semana.

O “NZZ am Sonntag” adianta ainda que os nomes que vão ser revelados dizem respeito a contas suspeitas de fraude fiscal, sob os termos do acordo da dupla tributação, que obriga a Suíça a fornecer ajuda a Washington, caso esta seja solicitada, numa investigação criminal.

Contas abaixo de um determinado montante não serão divulgadas, mas este limite não será divulgado.




Marketing Automation certified by E-GOI