Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Valorização do euro abranda diluindo efeitos de eventuais ameaças terroristas

O euro continua a valorizar face ao dólar, beneficiando de novas preocupações sobre eventuais ataques terroristas nos Estados Unidos. No entanto, depois de uma rápida valorização durante a manhã a subida do euro acalmou.

Ruben Bicho rbicho@mediafin.pt 03 de Fevereiro de 2004 às 16:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O euro continua a valorizar face ao dólar, beneficiando de novas preocupações sobre eventuais ataques terroristas nos Estados Unidos. No entanto, depois de uma rápida valorização durante a manhã a subida do euro acalmou à medida que os investidores voltam a centrar as atenções na reunião do G7.

A notícia da descoberta do veneno rícino no gabinete de um senador norte-americano alarmou os mercados para eventuais novos ataques terroristas nos Estados Unidos e fez com que o dólar começasse a desvalorizar rapidamente face ao euro.

A moeda europeia [EUR] chegou a estar cotada nos 1,2599 dólares, valorizando 1,41%. O euro seguia agora a ganhar 1,03% para os 1,2553 dólares.

No entanto, à medida que o dia foi avançando os investidores voltaram a preocupar-se com a reunião dos sete países mais industrializados do mundo (G7), agendada para este fim-de-semana, da qual poderá sair a conclusão de que a economia europeia está a ser afectada pelo enfraquecimento do dólar.

Também a pensar na reunião do G7 do qual faz parte, o Japão poderá começar a reduzir a venda de ienes para acalmar as críticas dos líderes dos restantes Estados membros. Nas primeiras quatro semanas de 2004 o Banco do Japão vendeu 7,15 mil milhões de ienes – quase um terço do total do ano passado – de forma a evitar que a sua moeda se torne muito forte e prejudique as exportações do país.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias