Research Vendas da Jerónimo Martins deverão ter crescido 11,8% em 2013

Vendas da Jerónimo Martins deverão ter crescido 11,8% em 2013

Analistas realçam que crescimento das vendas da Biedronka continua a ser o principal foco de atenção. Polónia deverá ter contribuído para 65% do volume de negócios do grupo.
Vendas da Jerónimo Martins deverão ter crescido 11,8% em 2013
Sofia A. Henriques
Patrícia Abreu 10 de janeiro de 2014 às 09:42

A Jerónimo Martins encerrou 2013 com vendas de 11.941 milhões de euros, um crescimento de 12% face ao período homólogo, antecipa o CaixaBI. Biedronka deverá ter sido responsável por 65% deste valor.

 

A Biedronka continua a ser o principal motor das vendas do grupo Jerónimo Martins. A retalhista, que divulga na próxima segunda-feira as vendas preliminares referentes ao último ano, deverá ter encerrado 2013 com um crescimento de 11,8% do seu volume de negócios.

 

A divisão polaca terá fechado com vendas de 7.748 milhões de euros, mais 15,1% que no período homólogo, o que representa 64,9% do volume de negócios total. Já o Pingo Doce deverá ter registado 3.250 milhões de euros em vendas no último ano, um crescimento de 3,4% face a 2012.

 

O CaixaBI considera que “o foco principal continua a ser a evolução das vendas na Polónia”, onde a empresa detém a líder de mercado Biedronka.

 

“Para Portugal, esperamos que a empresa mantenha um desempenho resiliente e apresente uma tendência de crescimento em linha com o mercado de retalho alimentar”, escreve o analista André Rodrigues na mesma nota.

 

Já a ARA, na Colômbia, “e de acordo com as informações divulgadas pela empresa no último Dia do Investidor, a Jerónimo Martins espera atingir 20 milhões de euros de vendas em 2013”.




Marketing Automation certified by E-GOI