Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vendas da Jerónimo Martins em linha com o esperado

As vendas da Jerónimo Martins, que cresceram 9,4% no ano passado, ficaram em linha com as estimativas da generalidade dos analistas. Os dados do quarto trimestre «superaram» as previsões do BPI.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 16 de Janeiro de 2006 às 10:41
  • Partilhar artigo
  • ...

As vendas da Jerónimo Martins, que cresceram 9,4% no ano passado, ficaram em linha com as estimativas da generalidade dos analistas. Os dados do quarto trimestre «superaram» as previsões do BPI.

As receitas da Jerónimo Martins aumentaram 9,4% para os 3,823 mil milhões de euros em 2005, impulsionadas pelos resultados obtidos na Polónia, um mercado onde as receitas cresceram 27%, segundo os dados hoje divulgados pela empresa.

As operações de retalho, com a excepção da Madeira, registaram «um desempenho 3% acima das nossas estimativas no quarto trimestre em termos de vendas, enquanto surpreenderam em termos de desempenho LfL [vendas comparáveis pelo mesmo número de lojas]», segundo o Iberian Daily do BPI.

Pelo lado «negativo» o BPI destaca a área industrial «cujas vendas ficaram abaixo das expectativas provavelmente relacionado com um desempenho melhor do que o esperado da BestFoods e da recuperação da Iglo».

O BPI diz esperar pela apresentação de resultados, agendada para dia 20 de Fevereiro, com os dados hoje divulgados a não trazerem grandes novidades.

Para a Lisbon Brokers as vendas também ficaram em linha com o previsto, considerando a Jerónimo Martins a «Top Pick» do sector em 2006.

Depois dos dados hoje apresentados, a Lisbon Brokers mantém uma «postura cautelosa optimista no que respeita ao sector de retalho em Portugal, apesar da exposição da JM na Europa de Leste tornar a empresa na nossa ‘Top Pick’ para 2006», explica o «research» emitido pelo analista John dos Santos.

O analista da Lisbon Brokers manteve a recomendação de «manter» com um preço-alvo de 13,60 euros, bem como o BPI que manteve a recomendação de «acumular» com um preço-alvo de 14,00 euros.

A Lisbon Brokers prevê que a Jerónimo Martins tenha registado lucros de 101,8 milhões de euros em 2005.

As acções da empresa [jmar] subiam 0,15% para os 13,16 euros.

Ver comentários
Outras Notícias