Bolsa Volatilidade tira direção a Wall Street com investidores à espera da Fed

Volatilidade tira direção a Wall Street com investidores à espera da Fed

As bolsas norte-americanas encerraram com uma tendência mista, impulsionadas pela perspetiva de acordo comercial entre os EUA e a China mas contidas também pela prudência dos investidores que estão à espera da decisão de política monetária da Fed na próxima semana.
Volatilidade tira direção a Wall Street com investidores à espera da Fed
Reuters
Carla Pedro 13 de setembro de 2019 às 21:06

O Dow Jones encerrou a somar 0,13% para 27.218,66 pontos, mas o Standard & Poor’s 500 inverteu dos ganhos da abertura e fechou com uma descida marginal, a deslizar 0,07% para 3.007,38 pontos – continuando, ainda assim, muito perto do máximo histórico de 3.027,98 pontos atingido no passado dia 26 de julho.

 

Por seu lado, o tecnológico Nasdaq Composite cedeu 0,22% para 8.176,71 pontos depois de ontem ter sido o índice que mais subiu.

 

A animar a negociação, sobretudo do Dow Jones, estiveram as perspetivas de um acordo comercial entre Washington e Pequim, que no início de outubro voltam à mesa das negociações para tentarem chegar a um entendimento.

 

Também o anúncio de uma nova ronda de estímulos económicos feito ontem pelo BCE – com um novo programa de compra de ativos –, ajudou ao otimismo, mas os investidores optaram pela prudência enquanto esperam pela decisão da Fed.

 

A Reserva Federal reúne-se na próxima semana e é crescente a expectativa de que anuncie um novo corte de 25 pontos base da sua taxa de juro diretora.

 

Mas enquanto isso não acontece, prudência é a palavra de ordem, o que contribui para a forte volatilidade do outro lado do Atlântico.

A Apple, que nas últimas quatro sessões ganhou bastante terreno, voltando a ser uma "trillion-dollar baby" - após agradar à comunidade tecnológica com a apresentação dos seus produtos -, recuou e pesou no Nasdaq. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI