Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street no verde a acompanhar praças europeias

Depois de uma sessão sem grandes variações, as principais praças dos Estados Unidos começaram o dia em alta, seguindo a tendência nas principais praças europeias.

Reuters
David Santiago dsantiago@negocios.pt 21 de Março de 2017 às 13:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O índice Dow Jones abriu a sessão desta terça-feira, 21 de Março, a somar 0,22% para 20.952,02 pontos, tal como o Nasdaq Composite que iniciou o dia a avançar 0,41% para 5.925,582 pontos. Na mesma linha, também o índice Standard & Poor’s 500 começou a sessão a crescer 0,25% para 2.379,40 pontos.

 

As principais praças norte-americanas seguem assim a tendência verificada esta manhã na generalidade das principais praças europeias, que seguem em alta apoiadas pelo maior optimismo em relação às presidenciais francesas.

 

No primeiro debate televisivo entre os candidatos às eleições gaulesas, a prestação do centrista e independente Emmanuel Macron confirmou que o candidato surge bem posicionado para derrotar a provável rival na segunda volta, Marine Le Pen, a candidata do partido de extrema-direita Frente Nacional.

No entanto a agência Reuters salienta que a negociação bolsista nos Estados Unidos continua ensombrada pelo crescimento do ímpeto proteccionista, em especial desde as vitórias do Brexit, no referendo britânico, e de Donald Trump, nas presidenciais norte-americanas.

 

A confirmar esta tendência, a posição conjunta do G20, divulgada no sábado após dois dias de cimeira na Alemanha, não contemplou a habitual condenação ao proteccionismo nem fazia nenhuma referência à importância de um mercado global livre e aberto.

 

Os investidores norte-americanos estarão esta terça-feira atentos à divulgação de novos dados sobre a execução orçamental do ano passado. De acordo com as previsões dos analistas, o défice orçamental federal ter-se-á expandido de 113 mil milhões de dólares no terceiro trimestre de 2016 para 129 mil milhões de dólares nos últimos três meses do ano passado.

 

Por outro lado, aguardam-se também com expectativa as intervenções públicas que serão feitas esta tarde por membros da Reserva Federal (William Dudley, Esther George e Loretta Mester), com os investidores na expectativa pela revelação de pistas relativas aos momentos que poderão ser escolhidos pela Fed para decretar novos aumentos dos juros.


(Notícia actualizada às 13:41)

Ver comentários
Saber mais Nasdaq Composite Standard & Poor's 500 Dow Jones Wall Street Emmanuel Macron Marine Le Pen França G20 Donald Trump Brexit Reserva Federal
Mais lidas
Outras Notícias