Bolsa Wall Street renova máximos com sabor chinês

Wall Street renova máximos com sabor chinês

As bolsas norte-americanas encerraram em terreno positivo, com o Nasdaq, o Dow Jones e o S&P 500 a estabelecerem novos máximos de sempre. A ajudar esteve um renovado otimismo após boas notícias vindas da China.
Wall Street renova máximos com sabor chinês
Reuters
Pedro Curvelo 06 de fevereiro de 2020 às 21:27

O Dow Jones encerrou a somar 0,30% para 29.380,04 pontos, superando o anterior máximo de sempre atingido a 17 de janeiro nos 29.373,62 pontos.


Já o Standard & Poor’s 500 avançou 0,33% para 3.345,78 pontos, o que constituiu um recorde de fecho. Durante a sessão marcou um valor nunca antes visto, nos 3.347,96 pontos.

 

Também o tecnológico Nasdaq Composite avançou 0,67%, para 9.572,15 pontos, depois de na negociação intradiária fixar um recorde nos 9.575,66 pontos.

O ministro das Finanças chinês indicou que Pequim vai cortar para metade, a partir da próxima semana, as tarifas no valor de 75 mil milhões de dólares impostas às importações provenientes dos Estados Unidos, no âmbito do acordo entre a China e os EUA assinado em janeiro.


Adicionalmente, diminuíram  os receios quanto ao impacto da epidemia do coronavírus na economia norte-americana.


Ao nível das empresas, destacou-se o Twitter, com uma valorização de mais de 15% após apresentar pela primeira vez receitas trimestrais de mil milhões de dólares.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI