Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street sobe mas Boeing impede "voos mais altos"

Wall Street mantém, na generalidade, o sentimento positivo que levou dois dos principais índices a fechar a semana de maiores ganhos do ano na passada sexta-feira. Contudo, o industrial Dow Jones contrasta, numa altura em que semelhanças entre os acidentes com aviões da Boeing levam a fabricante a perder mais de 2,5%.

Reuters
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 18 de Março de 2019 às 13:44
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

As bolsas norte-americanas abriram em terreno positivo, esta segunda-feira, 18 de março, na primeira sessão após dois dos principais índices – S&P500 e Nasdaq - terem atingido os maiores ganhos semanais deste ano.

O generalista S&P500 sobe 0,12% para os 2.825,78 pontos, tal como o tecnológico Nasdaq, que soma 0,14% para os 7.699,04. Só o industrial Dow Jones perde terreno e cede 0,16% para os 25.807,21 pontos, arrastado pela queda das ações da fabricante de aviões Boeing.

A Boeing cede 2,58% para os 369,20 dólares, numa altura em que a qualidade e segurança dos aviões 737 Max 8, fabricados por esta empresa, é posta em causa. De acordo com o governo etíope, a análise à caixa negra do avião que se despenhou no país na semana passada revela "claras semelhanças" com os dados recolhidos noutro acidente fatal ocorrido na Indonésia, em outubro, com uma aeronave do mesmo modelo.

O voo da Ethiopan Airlines despenhou-se no passado dia 10 de março, seis minutos após a descolagem, resultando na morte das 157 pessos a bordo – passageiros e tripulação. Em outubro, foram 189 as pessoas que morreram na sequência da queda de uma nave do mesmo modelo mas com a insígnia da Lion Air, 13 minutos após abandonar o solo. A utilização do modelo da Boeing que constitui o denominador comum entre ambos os acidentes foi, para já, suspensa, enquanto ambas as situações se encontram sob investigação.

Também na mira dos investidores estará a reunião de dois dias da Reserva Federal norte-americana, que arranca esta terça-feira. Espera-se que o banco central reafirme uma abordagem "paciente" em relação à política monetária. 

Ver comentários
Saber mais Boeing Indonésia Nasdaq S&P500 Ethiopan Airlines Lion Air Reserva Federal economia negócios e finanças transportes aviação mercados bolsa Wall Street
Outras Notícias