Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street sobe na última hora à espera de orientações de Trump

As bolsas do outro lado do Atlântico oscilaram entre ganhos e perdas, num dia de novos indicadores económicos decepcionantes, mas acabaram por terminar em terreno positivo.

Reuters
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 16 de Abril de 2020 às 21:12
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O Dow Jones fechou a somar 0,14% para 23.537,68 pontos e o Standard & Poor’s 500 avançou 0,58% para 2.799,55 pontos.

 

Já o tecnológico Nasdaq Composite encerrou a valorizar 1,66% para 8.532,36 pontos.

 

As principais bolsas oscilaram entre ganhos e perdas, num dia em que foi anunciado que na semana passada os novos pedidos de subsídio de desemprego nos EUA aumentaram em 5,2 milhões.

 

Com este novo dado, sobe para cerca de 22 milhões o número de novos pedidos deste subsídio nas últimas quatro semanas.

 

Além disso, o índice da atividade industrial medido pela Fed de Filadélfia caiu em março para um mínimo de sempre, e as novas construções de casas – também no mês de março – ficaram abaixo do esperado.

 

Ainda assim, os índices de Wall Street conseguiram retomar na reta final da negociação, sustentada sobretudo pela expectativa perante o discurso de Donald Trump.

 

O presidente norte-americano disse que iria apresentar às 18:00 (23:00 em Lisboa) as orientações relativas à reabertura da atividade económica no país.

Trump e os membros da Task Force da Casa Branca dedicada ao coronavírus farão um "briefing" sobre a resposta do governo federal à pandemia.

 

Segundo a ABC News, o presidente invocará um poder presidencial nunca antes usado para adiar as responsabilidades do Congresso e decidir ele próprio o preenchimento de cargos a nível de responsáveis seniores e juízes federais.

Ver comentários
Saber mais wall street dow jones s&p 500 Nasdaq bolsas EUA
Mais lidas
Outras Notícias