Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street aguarda resultados do Goldman e Citigroup para definir rumo

Os futuros sobre índices norte-americanos têm oscilado entre ganhos e perdas, a antecipar a apresentação de resultados trimestrais da Goldman Sachs e do Citigroup, antes da abertura da sessão de bolsa.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 15 de Outubro de 2009 às 12:15
Os futuros sobre índices norte-americanos têm oscilado entre ganhos e perdas, a antecipar a apresentação de resultados trimestrais da Goldman Sachs e do Citigroup, antes da abertura da sessão de bolsa.

Os futuros do S&P 500, com maturidade em Setembro, sobem 0,02% para 1.087,90 pontos e os do Nasdaq depreciam 0,03% para 1.747,25 pontos. Os do Nasdaq avançam 0,04% para 9.965 pontos.

“Toda a gente vê a necessidade de consolidação, mas faltam decepções no curto-prazo” para justificar quedas nas acções, disse o gestor de fundos do RBS Coutts Bank, Rudolf Buxtorf. “O mercado está céptico mas a época de resultados tem sido calma e o as notícias negativas não aparecem”, acrescentou em declarações à Bloomberg.

O Goldman Sachs, que apresenta resultados antes da abertura do mercado, avança 1,9% para 196 dólares. A média das estimativas dos analistas aponta para que os resultados do banco quase tripliquem para 2,4 mil milhões de dólares (1,6 mil milhões de euros).

Já o Citigroup deverá apresentar o sexto trimestre negativo, nos últimos dois anos, segundo as estimativas dos analistas, e subiu 1,4% para 5,07 dólares, ao negociar antes da abertura do mercado.

A IBM pode dizer, após o encerramento do mercado, que a sua margem de lucro aumentou pelo oitavo trimestre consecutivo, com a expansão da empresa para o “software” informático e para os serviços, a ajudar a empresa a contrariar a redução da despesa pelos consumidores. O lucro da empresa deve ter subido para 2,38 dólares por acção, de acordo com estimativas.

O grupo CIT disparou 12% para 1,29 dólares, ao negociar na Alemanha. O banco comercial com 101 anos que procura evitar o colapso, está em negociações com credores do banco para alterar as condições do contracto de dívida de 29 mil milhões de dólares, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto.

Até agora, 17 das 18 empresas que apresentaram resultados relativos ao terceiro trimestre, ultrapassaram as expectativas dos analistas, de acordo com a Bloomberg.

O Goldman Sachs vai apresentar resultados às 12h30 e o Citigroup apresenta às 13 horas.

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio