Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street começa semana no verde apoiada pela subida do petróleo

As principais praças norte-americanas estão negociar em alta, seguindo a subida do preço do petróleo. Também a apoiar está a convicção dos analistas de que Trump não elevou chances de vitória nas presidenciais de Novembro.

Reuters
David Santiago dsantiago@negocios.pt 10 de Outubro de 2016 às 14:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O índice industrial Dow Jones iniciou a sessão desta segunda-feira, 10 de Outubro, a somar 0,62% para 18.354,17 pontos, acompanhado pelo tecnológico Nasdaq Composite que começou o dia a ganhar 0,57% para 5.322,336 pontos.

 

Já o índice Standard & Poor’s 500 abriu a sessão a subir 0,5% para 2.165,20 pontos.

 

O optimismo verificado em Wall Street neste início de dia segue-se ao debate que decorreu na última noite (madrugada em Lisboa) entre os dois principais candidatos presidenciais, a democrata Hillary Clinton e o republicano Donald Trump.

 

A convicção generalizada é a de que a democrata venceu este segundo debate contra o candidato apoiado pelo Partido Republicano, com os analistas em Wall Street a acreditarem que o polémico magnata do imobiliário não conseguiu reforçar as possibilidades de vitória sobre a antiga primeira-dama.

 

Os mercados norte-americanos vêem com bastantes reticências um eventual mandato presidencial de Donald Trump. Para o Wells Fargo, numa análise realizada em Setembro e citada pela agência Bloomberg, o resultado eleitoral com um impacto "neutral" para os mercados passaria por uma vitória de Clinton.

 

Também a animar este início de sessão está a valorização do preço do petróleo que se verifica ao longo da manhã nos mercados internacionais, estando nesta altura o West Texas Intermediate (WTI), negociado em Nova Iorque, a subir 1,47% para os 50,54 dólares por barril.

 

Os investidores norte-americanos permanecem também atentos à posição que a Reserva Federal dos Estados Unidos irá adoptar relativamente à taxa de juro directora do país. Como tal, estão na expectativa pela divulgação, já na próxima quarta-feira, das minutas relativas ao encontro mensal mantido pela autoridade monetária em Setembro.

 

Já no final da semana, na sexta-feira, serão divulgados dados actualizados sobre o sentimento dos consumidores, as vendas no sector do retalho e ainda os preços nos produtores, números que permitirão aferir com maior grau de exactidão o nível de recuperação da maior economia mundial. 

Ver comentários
Saber mais Wall Street Standard & Poor's 500 Dow Jones Nasdaq Composite Fed Hillary Clinton Donald Trump Wells Fargo
Outras Notícias