Bolsa Wall Street no vermelho apesar de dados económicos positivos

Wall Street no vermelho apesar de dados económicos positivos

As principais praças norte-americanas iniciaram a sessão em queda, acompanhando a tendência de queda do petróleo na antecâmara da reunião da OPEP. Isto num dia em que foram revelados dados positivos sobre o mercado laboral.
Wall Street no vermelho apesar de dados económicos positivos
Bloomberg
David Santiago 02 de junho de 2016 às 14:40

O índice industrial Dow Jones iniciou a sessão desta quinta-feira, 2 de Junho, a ceder 0,36% para 17.725,16 pontos, tal como o tecnológico Nasdaq Composite que começou o dia a recuar 0,29% para 4.937,961 pontos.

 

Já o Standard & Poor’s 500 abriu a sessão a deslizar 0,3% para 2.092,69 pontos.

 

Apesar deste início de sessão negativo em Wall Street, esta manhã o Departamento do Trabalho dos Estados Unidos divulgou um relatório que mostra que na semana finda em 28 de Maio os pedidos de subsídios de desemprego caíram em mil pedidos para um total de 267 mil. Trata-se da terceira semana consecutiva de descida de novos pedidos de prestação social por desemprego.

 

Por outro lado e também esta manhã, o instituto de pesquisa ADP revelou que o sector privado norte-americano criou 173 mil novos postos de trabalho no mês de Maio, uma evolução que ficou em linha com as perspectivas dos analistas consultados pela Bloomberg.

 

Estes dados vêm reforçar a ideia de que o mercado laboral norte-americano continua a consolidar-se, o que será certamente levado em linha de conta aquando da reunião da Reserva Federal dos Estados Unidos em meados do mês.

 

Na semana passada, a presidente da Fed, Janet Yellen, notava que tendo em conta a evolução positiva da economia norte-americana, tornava-se "adequado" para a autoridade monetária dos Estados Unidos voltar a subir os juros "nos próximos meses".

 

No entanto, os investidores norte-americanos concentram também atenções nas decisões resultados dos encontros de hoje do Banco Central Europeu (BCE) e dos países exportadores de petróleo (OPEP). O BCE já anunciou, na linha do que se esperava, a manutenção dos juros nos actuais mínimos históricos, e revelou que em 8 de Junho vai iniciar o programa de compra dívida das empresas.

 

Já a expectativa em torno dos resultados do encontro da OPEP em Viena permanece alta, não se sabendo se a organização vai, ou não, continuar a apoiar a intenção da Arábia Saudita de manter os actuais níveis de produção. De acordo com um delegado da OPEP, a organização terá voltado a falhar um acordo para a fixação de novas quotas de produção, o que provocou de imediato uma reacção em queda das cotações do crude. O preço do petróleo segue em forte queda nos mercados internacionais, com o West Texas Intermediate (WTI) a desvalorizar 1,73% para 48,16 dólares.

A seguir a tendência mundial, a Exxon abriu a sessão a perder 1,28% para 88,10 dólares e a Chevron a recuar 0,70% para 100,42 dólares por acção. 


(Notícia actualizada às 14:47)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI