Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street sem tendência definida após dados económicos

O crescimento económico dos EUA abrandou, a confiança dos consumidores caiu mas superou as estimativas e a actividade industrial cresceu. Os dados económicos hoje divulgados deixaram os investidores divididos e isso reflectiu-se nas bolsas.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 30 de Julho de 2010 às 21:36
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os principais índices bolsistas dos EUA fecharam sem uma tendência definida. O Dow Jones caiu 0,01% para 10.465,94 pontos, o S&P500 subiu 0,01% para 1.101,59 pontos. Já o Nasdaq fechou a subir 0,13% para 2.254,70 pontos.

O PIB dos EUA cresceu 2,4%, no segundo trimestre, o que corresponde a um abrandamento face ao trimestre anterior. Ainda assim, os números dos primeiros três meses do ano foram revistos em alta. Os economistas consultados pela Bloomberg estimavam que o PIB crescesse 2,6%.

A actividade industrial nos Estados Unidos subiu mais do que o previsto durante o mês de Julho. De acordo com os dados do ISM, o índice que mede a actividade industrial cresceu de 59,1 pontos, em Julho para 62,3 pontos em Julho, e os economistas consultados pela Bloomberg estimavam que o índice se situasse nos 56 pontos.

As famílias norte-americanas estão menos confiantes na economia. O índice recuou mesmo para o nível mais baixo desde Novembro. O índice de confiança dos consumidores norte-americanos, elaborado pela Thomson Reuters/Universidade de Michigan, caiu para 67,8 pontos, em Julho. No mês anterior, o índice fixou-se em 76 pontos, depois de ter sido revisto em alta. Os economistas consultados pela Bloomberg estimavam uma queda para 67 pontos.

A farmacêutica Merck & Co recuou 1,71% para 34,46 dólares, depois de ter revelado os resultados do segundo trimestre. Apesar dos lucros terem superado as estimativas, os investidores acabaram por penalizar as acções porque os números foram conseguidos através de corte de custos, já que as receitas ficaram aquém das previsões.

O banco Goldman Sachs recuou 1,15% para 150,82 dólares, enquanto a Alcoa subiu 1,36% para 11,17 dólares.

A Amazon e a Yahoo valorizaram 0,88% para 117,89 dólares e 0,87% para 13,88 dólares, respectivamente.

1 euro = 1,3037 dólares

Ver comentários
Outras Notícias