Bolsa Wall Street sobe apoiada na valorização do petróleo

Wall Street sobe apoiada na valorização do petróleo

A subida do preço do petróleo verificada esta quarta-feira e a criação de 205 mil postos de trabalho nos Estados Unidos estão a impulsionar as principais praças bolsistas norte-americanas.
Wall Street sobe apoiada na valorização do petróleo
Bloomberg
David Santiago 03 de fevereiro de 2016 às 14:40

O índice industrial Dow Jones abriu a sessão bolsista desta quarta-feira, 3 de Fevereiro, a apreciar 0,56% para 16.244,5 pontos, acompanhado pelo tecnológico Nasdaq Composite que começou o dia a somar 0,51% para 4.540,07 pontos.

 

Também o índice Standard & Poor’s 500 iniciou a sessão a avançar 0,5% para 1.912,48 pontos.

 

A apoiar os ganhos em Wall Street está a subida do preço do petróleo que está a registar-se ao longo desta quarta-feira nos mercados internacionais. Em Nova Iorque, o West Texas Intermediate (WTI) está a subir 2,95% para 30,76 dólares por barril, acompanhado pelo Brent do Mar do Norte, que é negociado em Londres e serve como valor de referência para as importações nacionais, que está a crescer 3,06% para 33,72 dólares.

 

Também a contribuir para o sentimento positivo que está a tomar conta das principais praças dos Estados Unidos neste início de sessão está a divulgação, pelo Departamento do Trabalho, de novos dados que mostram que em Janeiro foram criados 205 mil novos postos de trabalho no sector privado, isto depois dos 267 mil postos de trabalho que tinham sido criados em Dezembro último.

 

Os 205 mil empregos criados comparam com uma estimativa média feita pelos analistas consultados pela agência Bloomberg que antecipavam a criação de apenas 195 novos postos de trabalho no privado. 

Ainda a apoiar os ganhos em Wall Street está o comportamento de algumas das principais cotadas norte-americanas. A General Motors sobe 1,38% para 30,06 dólares, depois de os lucros da empresa terem superado as estimativas dos analistas, enquanto a Comcast está a avançar 2,96% para 56,2085 dólares, após ter elevado o número de subscritores do seu serviço acima do esperado.

 

No sector petrolífero o sentimento também é positivo, com a Exxon a apreciar 1,15% para 75,45 dólares e a Chevron a ganhar 1,06% para 82,10 dólares.

 

Em contraposição à tendência dominante, a Yahoo segue a perder 2,58% para 28,31 dólares depois de a tecnológica ter registado prejuízos de 4.435 milhões de dólares em 2015.


(Noticia actualizada às 14:51)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI