Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street sobe mais de 2% em dia de reunião da Fed

Bolsas norte-americanas estão a subir mais de 2%, com os investidores confiantes que Bernanke pode anunciar novas medidas de estímulo à economia.

Rita Faria afaria@negocios.pt 09 de Agosto de 2011 às 15:29
As bolsas norte-americanas, que iniciaram a semana com quedas acentuadas devido ao corte de “rating” dos Estados Unidos, estão hoje a recuperar parte das perdas e seguem a negociar em terreno positivo, com ganhos superiores a 2%.

O índice tecnológico Nasdaq avança 2,46% para 2.415,64 pontos. Já o S&P 500 ganha 2,07% para 1.142,60 pontos, depois de, na semana passada, ter registado a maior queda desde 2008, e ter caído, na sessão de ontem, quase 7% com 500 cotadas em terreno negativo. O Dow Jones sobe 1,62% para 10.985,06 pontos.

O sector bancário, um dos mais penalizados pelo corte de “rating” dos Estados Unidos, está hoje na liderança dos ganhos. O Citigroup avança 3,4% para os 28,90 dólares e o Bank of America soma 3,99% para valer 6,77 dólares por acção. Da mesma forma, o JPMorgan valoriza 2,08% para os 34,77 dólares, e o Goldman Sachs avança 0,93% para os 118,76 dólares.

Entre as tecnológicas destaque para o Ebay que salta 4,64% para valer 28,20 dólares por acção, e para a Apple. A empresa de Steve Jobs segue a valorizar 2,49% para os 361,99 dólares.

Depois do corte de “rating” dos Estados Unidos, e do aumento dos receios de que a economia global esteja a um passo da recessão, os investidores estão expectantes com a reunião da Reserva Federal marcada para hoje.

Bernanke poderá anunciar uma nova ronda de “quantitative easing” e, assim, dar um novo “empurrão” à economia norte-americana. No entanto, a maioria dos analistas acredita que a autoridade monetária ainda vai aguardar até fazer anúncios de relevo.
Ver comentários
Saber mais Bolsas americanas Nasdaq Dow Jones Fed Bernanke
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio