A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wells Fargo planeia pagar ajudas do Governo "em breve" sem novo aumento de capital

O Wells Fargo planeia pagar ao governo norte-americano os fundos de resgate "em breve" sem recorrer a novo aumento de capital. Uma estratégia que vai proteger o valor de participações como a de Berkshire Hathway, de Warren Buffet.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 02 de Setembro de 2009 às 14:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Wells Fargo planeia pagar ao governo norte-americano os fundos de resgate “em breve” sem recorrer a novo aumento de capital. Uma estratégia que vai proteger o valor de participações como a de Berkshire Hathway, de Warren Buffet.

“Vamos devolver o dinheiro, mas vamos fazê-lo de forma benéfica para os accionistas”, afirmou John Stumpf, presidente executivo do banco em entrevista à Bloomberg.

“Estamos agora a ganhar capital de forma tão rápida que não queremos diluir os nossos accionistas”, acrescentou.

O responsável assegurou que “vão pagar em breve”, sem, no entanto, dar uma data para tal, explicando que um acordo depende de conversações com a Reserva Federal.

Dez dos maiores concorrentes do Wells Fargo que passaram nos "stress tests" levados a cabo pelos reguladores norte-americanos para avaliar a capacidade de suportarem uma deterioração do ambiente económico sem ajuda adicional, já devolveram ao governo os fundos de resgate.

Os bancos que receberam dinheiro no âmbito do TARP estão sujeitos à supervisão do governo e a restrições em matéria de compensações dos seus executivos. Os bancos que querem devolver o dinheiro das ajudas têm de obter a aprovação do governo e mostrar que podem vender dívida no mercado público sem garantia federal.

A Wells Fargo gerou 14,2 mil milhões de dólares num aumento de capital no segundo trimestre para satisfazer as exigências dessa supervisão, no âmbito dos “stress tests”, superando o objectivo de 13,7 mil milhões de dólares.



Ver comentários
Outras Notícias