Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Zapatero: Reformas estruturais podem ainda não ter acabado

O primeiro-ministro espanhol sublinhou esta terça-feira que o país tem de continuar com as reformas estruturais para que os investidores voltem a confiar no país.

Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 05 de Abril de 2011 às 16:53
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Jose Luís Zapatero, primeiro-ministro de Espanha que falava no Senado, adiantou esta terça-feira que as medidas que têm sido adoptadas pelo seu Executivo, podem ainda não terminado, segundo a Bloomberg.

Zapatero reconhece que uma parte do caminho já foi percorrido. “Nós já completámos uma parte considerável da tarefa”, no entanto, abre a porta a que novas medidas sejam tomadas, com o objectivo de restaurar a confiança dos investidores no país.

Enquanto falava no Senado, Zapatero lançou uma pergunta retórica: “Nós já terminámos? Eu diria que não”, de acordo com a mesma fonte.

Com o objectivo de mostrar a sua determinação junto dos seus congéneres europeus e também juntos dos mercados, na última cimeira europeia, realizada no final do passado mês de Março, Zapatero levou na mala para Bruxelas um pacote de medidas adicionais.

Tal como os restantes membros, Madrid só estava obrigada a mostrar os seus esforços de consolidação em Abril. Na altura, o primeiro-ministro espanhol mostrou aos seus pares algumas das suas recentes conquistas, nomeadamente, o pacto para colocar a idade da reforma nos 67 anos e a aprovação de uma nova lei para evitar que, num concurso de credores, a empresa afectada acabe quase sempre liquidada.

As palavras do primeiro-ministro seguem a mesma linha das que foram proferidas esta manhã pelo Governador do Banco de Espanha e membro do Conselho de Governadores do BCE. Miguel Angel Fernandez Órdoñez, citado pela agência Lusa, sublinhou que o processo de reformas levado a cabo por Madrid deve manter-se.

O Governador classificou de “imprescindível” a manutenção desta trajectória para que os mercados e os investidores confiem em Espanha. "Estamos no caminho adequado para sair bem e até reforçados da difícil situação pela qual está a passar a economia", disse Ordóñez, citado pela Lusa.
Ver comentários
Saber mais Zapatero BCE reformas estruturais idade de reforma mercados
Outras Notícias