Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

FBI prende director de fundo de investimento por uso de informação privilegiada

Agentes do FBI detiveram hoje em Nova Iorque um director do fundo de inversão SAC Capital, Michael Steinberg, no âmbito das investigações do maior caso de uso de informação privilegiada da história de Wall Street.

Bloomberg
Negócios 29 de Março de 2013 às 18:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

Segundo o jornal The New York Times, Steinberg (na foto) foi detido ao início da manhã na sua casa de Park Avenue e comparecerá perante um juiz do Distrito de Manhattan ainda hoje.

 

O detido trabalha para a SAC Capital e para o seu fundador, o multimilionário Steven Cohen, desde 1997, e é um dos principais directores do fundo, especializado na gestão das suas acções tecnológicas.

 

Ainda não foram divulgados os motivos da detenção e um dos advogados de Steinberg, Barry H. Berke, disse ao The New York Times que o seu cliente "não fez absolutamente nada de mal" e que não existe "nenhuma base para a mais pequena mancha na sua reputação inatacável".

Steinberg é o empregado de maior responsabilidade da SAC Capital detido até agora no âmbito das investigações por uso de informação privilegiada.

 

Duas filiais da SAC Capital acordaram, a 15 de Março, pagar mais de 614 milhões de dólares para evitar um julgamento por fraude que se tornou no maior caso de uso de informação privilegiada da história de Wall Street.

 

Num acordo histórico com a Comissão Nacional do Mercado de Valores (SEC), a CR Intrisic, filial do fundo fundado por Cohen, comprometeu-se a pagar 600 milhões de dólares e a Sigma Capital, outro fundo propriedade da SAC Capital, pagará 14 milhões de dólares.

 

As autoridades acusaram um ex-empregado da CR Intrisic, Mathew Martoma, de ter usado ilegalmente informação confidencial que permitiu ao fundo evitar perdas de 276 milhões de dólares.

 

O Fundo de inversão SAC Capital, que tem a sua sede em Stamford (no Connecticut), tem mais de uma centena de trabalhadores e gere cerca de 14.000 milhões de dólares, mais de metade dos quais pertencentes a Steven Cohen.

 

Ver comentários
Outras Notícias