Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fundos aumentam aposta na Galp e Zon

Em Maio de 2013, o título que mais pesou nas carteiras dos fundos de investimento foi o Espírito Santo Financial Group, que representou 13,7% do investimento total. A Zon Multimédia e a Galp tiveram um aumento mensal de 1,5% e 42,4%, respectivamente.

Jorge Garcia jorgegarcia@negocios.pt 11 de Junho de 2013 às 18:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Em Maio de 2013, e segundo os organismos de investimento colectivo em valores mobiliários (OICVM), o valor sob gestão totalizou 6.800,6 milhões de euros, mais 185,2 milhões de euros, ou 2,5%, do que no mês passado.

 

Para esse aumento contribuíram os títulos do Espírito Santo Financial Group, que representou 13,7% do investimento total, e os títulos da Zon e da Galp, que tiveram um aumento no seu valor em carteira de 1,5% e 42,4%, respectivamente.

 

O valor das aplicações em dívida pública nacional registou uma subida de 1,8% para 400 milhões de euros, e em dívida pública estrangeira recuou 2,5% para 644,7 milhões.

 

As obrigações dos emissores estrangeiros continuam a ser o activo com maior peso nas carteiras de fundos, 26,2% do total, o que revela um aumento de 2,1% face ao mês passado para 3.525,6 milhões de euros. As obrigações de emissores nacionais, por outro lado, caíram 3,4% para 533,4 milhões de euros.

 

As acções de emitentes nacionais desceram 0,7% para 297,7 milhões de euros, e as acções de emitentes estrangeiros subiram 3,6% para 998,4 milhões de euros.

 

Na União Europeia, o Bankia liderou na posição nas carteiras dos Fundos de Investimento Mobiliário, com um peso total de 4,8%, no mercado europeu, para 23,9 milhões de euros, seguindo-se o BBVA, que registou um aumento mensal de 75%.

 

Fora da União Europeia, a Tanzania Royalty Exploration foi o principal título a integrar as carteiras dos fundos, após um aumento de 7,6% no montante sob gestão para 8,4 milhões de euros em Maio, seguida da Roche, que subiu 5,0%, e da Apple Computer que desceu 2,5% face a Abril.

 

Portugal manteve a segunda posição como destino de investimento em Fundos de Investimento Mobiliário, apesar da descida mensal de 1% para 1.218,8 milhões de euros. O Luxemburgo liderou com 22,2% das aplicações totais dos fundos de investimento.

 

As sociedades gestoras com as maiores quotas de mercado foram a ESAF (25,2%), a Caixagest (23,1%) e o BPI Gestão de Activos (14,7%). O Fundo Espírito Santo Liquidez, gerido pela ESAF, manteve-se como o Fundo de Investimento Mobiliário de maior dimensão, com um aumento de 7,2% no valor patrimonial face ao mês anterior para 1.685,1 milhões de euros.

Ver comentários
Saber mais OICVM fundos de investimento valor em carteira Espírito Santo Financial Group Galp Zon Multimédia
Outras Notícias