Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugueses abrandam ritmo de investimento nos fundos em Abril

O ritmo de aplicações em fundos de investimento diminuiu no último mês. Os portugueses aplicaram 12,3 milhões de euros nestes produtos, um valor abaixo da média registada nos primeiros três meses do ano.

Miguel Baltazar
Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 20 de Maio de 2014 às 12:57
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

Os investidores nacionais aplicaram 12,3 milhões de euros nos fundos de investimento geridos por entidades portuguesas no mês de Abril, um montante significativamente abaixo dos valores registados nos meses anteriores. Ainda assim, no acumulado do ano, estes produtos captam 778,5 milhões de euros.

 

Os portugueses investiram 1.082,1 milhões de euros nos fundos em Abril, enquanto os resgates somaram 1.069,7 milhões, o que perfaz um saldo positivo de 12,3 milhões de euros no acumulado do mês, segundo os dados divulgados esta terça-feira, 20 de Maio, pelo relatório mensal da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios (APFIPP).

 

Trata-se do quarto mês consecutivo de subscrições líquidas positivas dos fundos. No entanto, Abril marcou um abrandamento no ritmo de entradas, depois destes veículos de investimento terem recebido uma média de 255,6 milhões de euros nos primeiros três meses do ano.

 

Depois de um arranque de ano forte nos mercados financeiros, Abril marcou o regresso de alguns receios nas bolsas mundiais, com a praça lisboeta a fechar o mês com um saldo negativo.

 

Fundos conservadores lideram

 

À semelhança do que já é hábito, a preferência dos portugueses continua a recair em fundos de investimento mais conservadores. Os fundos de mercado monetário euro foram a categoria que recolheu mais investimento no último mês. Captaram 58,3 milhões de euros, seguidos essencialmente por fundos de obrigações.

 

Também os fundos de acções nacionais foram alvo de interesse junto dos investidores portugueses. A categoria, que tem gerado retornos superiores a 20% no último ano, recolheu 13,2 milhões de euros no mês, elevando para 44,1 milhões o montante acumulado em subscrições líquidas em 2014.

 

Os fundos de investimento terminaram o mês com 13.241,5 milhões de euros sob gestão, o que revela uma ligeira diminuição de 0,4%, face a Março.

Ver comentários
Saber mais Fundos APFIPP investimento relatório
Outras Notícias