Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Queda das acções penaliza rendibilidade dos fundos de pensões

Os fundos de pensões portugueses obtiveram uma rendibilidade negativa de 0,2%, em Junho, devido à queda do mercado accionista, de acordo com a Mercer Investment Consulting. Desde o início do ano, os fundos mantém, no entanto, uma rendibilidade positiva de

Negócios negocios@negocios.pt 01 de Agosto de 2007 às 13:19
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os fundos de pensões portugueses obtiveram uma rendibilidade negativa de 0,2%, em Junho, devido à queda do mercado accionista, de acordo com a Mercer Investment Consulting. Desde o início do ano, os fundos mantém, no entanto, uma rendibilidade positiva de 3,1%.

Segundo a Mercer Investment Consulting, os fundos de pensões portugueses obtiveram, no passado mês de Julho, uma rendibilidade negativa de 0,2%. Este valor é explicado pelo "desempenho negativo do mercado accionista". "Os mercados accionistas europeu e norte-americano desvalorizaram em Julho", refere a consultora. As acções europeias obtiveram uma rendibilidade negativa de 3,4%.

"O aumento da volatilidade e o desempenho negativo do mercado accionista levaram os investidores a optar por obrigações como activo de refúgio", explica a Mercer. O desempenho do mercado de taxa fixa foi de 1,1%. Para maturidades mais longas (superiores a dez anos) a rendibilidade foi de 2,4%.

Em Julho, as obrigações de taxa fixa euro obtiveram uma rendibilidade de 1,1% e as obrigações de taxa variável euro obtiveram uma rendibilidade de 0,3%.

Outras Notícias