Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BES e Portucel abrem época de resultados do terceiro trimestre

Semana pode trazer de volta os dados económicos nos EUA que não foram divulgados devido à paralisação de 16 dias das funções do Estado

Edgar Caetano edgarcaetano@negocios.pt 21 de Outubro de 2013 às 11:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

Ricardo Salgado | O BES vai tentar não voltar a decepcionar os investidores, como em Maio, quando divulgar esta sexta-feira os resultados do trimestre. 

 

 

 

A Portucel e o BES dão esta semana o "pontapé de saída" na época de resultados do terceiro trimestre na bolsa de Lisboa. Uma semana que conta também com uma cimeira de líderes europeus, em Bruxelas, e com a possível divulgação dos dados mensais do emprego nos EUA. Dados que não foram recolhidos na altura normal devido à paralisação parcial das funções do Estado norte-americano, que só foi levantada na quinta-feira.


A papeleira liderada por Pedro Queiroz Pereira deverá abrir, esta tarde, a época de resultados em Lisboa com uma descida dos lucros, antecipam o CaixaBI e o BPI. O CaixaBI prevê uma descida de 11,2% em relação ao ano passado, para 48,4 milhões, mas "apesar das difíceis condições de mercado, esperamos que a Portucel continue a revelar resultados operacionais acima da média".


O BES decepcionou os investidores ao anunciar, inesperadamente, um prejuízo relativo ao segundo trimestre. Desta vez, apesar de se manter a pressão sobre a rentabilidade dos bancos nacionais, um analista do sector disse ao Negócios que o banco pode surpreender pela positiva, pelo menos no que diz respeito às operações de mercado ("trading") com a dívida pública portuguesa. O banco liderado por Ricardo Salgado publica os resultados dos primeiros nove meses do ano na sexta-feira.


Os chefes dos governos europeus reúnem-se em Bruxelas nos últimos dois dias da semana. Em discussão estará a economia digital, formas de dinamizar o crescimento e reforçar a coordenação das políticas económicas. Deste Conselho poderá também sair um apelo para que os países coordenem os mecanismos nacionais de apoio à banca, em antecipação à análise à qualidade dos activos bancários que o BCE promove no próximo ano. Vão ser divulgados esta quarta-feira mais detalhes sobre a metodologia que o BCE irá utilizar.


EUA de volta à normalidade?
Os Departamentos do Trabalho e do Comércio dos EUA devem esta segunda-feira indicar quando irão divulgar os dados económicos que não foram publicados (nem, aliás, recolhidos) durante as semanas em que durou a paralisação parcial. Em particular, o relatório mensal sobre o mercado de trabalho, relativo a Setembro, poderá ser divulgado esta semana.


Agendada está a publicação do relatório sobre as encomendas de bens duradouros e do índice de confiança do consumidor medido pela Universidade do Michigan e pela Thomson Reuters. Saem ambos na sexta-feira, o mesmo dia em que, do lado de cá do Atlântico, o BCE divulga os dados mensais sobre os empréstimos dos bancos da Zona Euro ao sector privado, isto é, famílias e empresas. Na Europa, destaque também para a estimativa preliminar do índice de gestores de compras (PMI), um indicador avançado de actividade económica relativo a Outubro.

 

Ver comentários
Outras Notícias