Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Desemprego vai marcar nova semana de instabilidade

A época de apresentação de resultados das empresas da bolsa de Lisboa termina esta semana com a divulgação das contas da Semapa

Desemprego vai marcar nova semana de instabilidade
Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 28 de Maio de 2012 às 11:19
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Desemprego em Espanha | O país vizinho tem uma das taxas de desemprego mais altas da Europa. Números da Zona Euro são conhecidos sexta-feira.


Com o final do mês chegam alguns dos indicadores económicos mais relevantes na evolução dos mercados accionistas. É o caso da taxa de desemprego, que será revelada em ambos os lados do Atlântico. Nos Estados Unidos, serão ainda divulgados dados sobre a criação de postos de trabalho, que têm desapontado nos últimos meses. Em Portugal, o principal destaque vai para o final da época de apresentação de resultados do primeiro trimestre.

A Grécia e o seu futuro da Zona Euro continuam a centrar a atenção dos investidores. Todas as declarações de responsáveis europeus serão seguidas com interesse. Na próxima quarta-feira, Mário Draghi, presidente do Banco Central Europeu (BCE), discursa em Bruxelas. Este discurso terá lugar uma semana antes da reunião mensal da autoridade monetária e alguns especialistas avançam a possibilidade de o banco central avançar com novas medidas de estímulo para a economia, para já rejeitadas pelos seus responsáveis.

A publicação de indicadores económicos será também seguida com interesse pelos investidores. O principal destaque da semana será a taxa de desemprego, quer na Zona Euro, quer nos Estados Unidos. Ambas serão conhecidas na sexta-feira. As estimativas dos economistas consultados pela agência Bloomberg apontam para que, em Abril, a taxa de desemprego, deste lado do Atlântico, tenha subido para os 11% face aos 10,9% fixados no mês anterior.

Já nos Estados Unidos, a previsão é que, em Maio, esta se tenha mantido estável nos 8,1%. Na maior economia do mundo, será também publicada a evolução dos pedidos de subsídio de desemprego semanais, bem como o relatório relativo à criação de postos de trabalho.

De volta à Europa, o Eurostat publica, na quinta-feira, a estimativa relativa ao índice de preços no consumidor, na Zona Euro, em Maio. As estimativas projectam uma desaceleração para os 2,5%, face aos 2,6% fixados no mês anterior. O alívio nos preços das matérias-primas ajudou a este recuo.

Já nos Estados Unidos, outro dos destaques será a evolução do produto interno bruto, no primeiro trimestre do ano. As previsões dos economistas consultados pela agência Bloomberg apontam para uma expansão de 1,9%, depois do crescimento de 2,2% registado no trimestre anterior.

Época de apresentação de resultados termina em Portugal
Na bolsa nacional, esta semana, será marcada pelo fim da "earnings season" do primeiro trimestre. A Semapa será a última cotada do PSI-20 a reportar as suas contas ao mercado, na quarta-feira. Contudo, outras cotadas nacionais têm agendada para os próximos dias a publicação das suas contas deste período. São elas a Soares da Costa, a Glintt e o Banif.



Ver comentários
Outras Notícias