Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Minutas da Fed e Eurogrupo centram atenções dos investidores

Depois das contas do sector financeiro, investidores nacionais aguardam a apresentação dos resultados da Portugal Telecom

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 17 de Fevereiro de 2014 às 10:29
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...

Janet Yellen | Investidores vão estar atentos às minutas da Fed da última reunião comandada por Ben Bernanke antes de ceder o lugar a Yellen.

 

Indicadores macroeconómicos, mas também os resultados das empresas, voltarão, esta semana, a centrar as atenções dos mercados. Em destaque, estará a publicação das minutas da última reunião da Reserva Federal, no final de Janeiro. Os investidores pretendem avaliar o que levou o banco central a manter a retirada dos estímulos à economia norte-americana. Também o Eurogrupo que decorre, esta segunda-feira, será seguido de perto.


Esta semana, os investidores voltarão as suas atenções para as minutas da última reunião da Reserva Federal. Um encontro que ficou marcado pela decisão de reduzir em 10 mil milhões de dólares (para 65 mil milhões) o programa de compra de activos, mas também por ser o último liderado por Ben Bernanke.


Neste documento, a autoridade monetária justificará a sua decisão de voltar a diminuir o montante de compra de activos, apontando para o rumo que deverá ser seguido, nos próximos meses em termos de política monetária. A esse respeito, o discurso de Janet Yellen no Congresso, na semana passada, ditou o comportamento dos principais mercados accionistas mundiais. A nova presidente da Fed, que assumiu o cargo no início do mês, sublinhou que a retirada dos estímulos será feita de forma gradual, esperando por garantias de que o mercado laboral está a recuperar de forma sustentável.


Mas, a semana arranca com um evento relevante deste lado do Atlântico: a reunião dos ministros das Finanças da Zona Euro, em Bruxelas. Este encontro decorre a precisamente três meses do final do programa de assistência financeira a Portugal. Contudo, um alto responsável do Eurogrupo afirmou, na sexta-feira à Lusa, que ainda é cedo para ter a discussão sobre a saída de Portugal do programa de ajustamento, não estando por isso na agenda da reunião desta semana.


A nível nacional, a semana será ainda marcada pela conferência "The Lisbon Summit", organizada pela "The Economist" e que decorre na terça e quarta-feira. Entre os oradores estará Peter Praet, economista-chefe do BCE. Na quinta-feira, os representantes da Comissão Europeia, FMI e BCE chegam a Portugal para dar início à décima primeira avaliação regular ao programa de resgate português. Esta será a penúltima avaliação da troika.


Contas da PT
Os investidores nacionais continuam concentrados na publicação de resultados das empresas da bolsa de Lisboa. Depois de uma semana marcada pelos números do sector financeiro, a Portugal Telecom dá o "pontapé de saída" nas contas das telecomunicações. Os analistas consultados pela Bloomberg estimam que a operadora tenha encerrado o exercício de 2013 com lucros de 355 milhões de euros, o que representa uma subida de 54,1% face a 2012.

 

Ver comentários
Outras Notícias