Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Painel de bolsa Jornal de Negócios: J. Martins sem margem? Goldman Sachs diz que tem

A Jerónimo Martins tem sido a estrela da bolsa nacional. Nos últimos dois anos, liderou os ganhos, acumulando uma valorização tal que são agora poucos os bancos de investimento que acreditam que haja margem para maiores ganhos.

Painel de bolsa Jornal de Negócios: J. Martins sem margem? Goldman Sachs diz que tem
Negócios negocios@negocios.pt 27 de Fevereiro de 2012 às 11:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Jerónimo Martins tem sido a estrela da bolsa nacional. Nos últimos dois anos, liderou os ganhos, acumulando uma valorização tal que são agora poucos os bancos de investimento que acreditam que haja margem para maiores ganhos.

Entre as cotadas do índice principal que têm margem de subida, é aquela a quem os analistas atribuem menor margem de progressão face à cotação actual. Considerando a média das avaliações, a empresa pode subir mais 9%.

Mas há quem defenda que a retalhista ainda tem muito valor por desvendar. É o caso do Goldman Sachs, que na semana passada voltou a aumentar o "target" da empresa de 17,90 para 18,40 euros.

Tem a avaliação mais elevada de todas para a Jerónimo Martins, conferindo-lhe, assim, um potencial de valorização de 39%. E porquê? "Acreditamos que os retornos do grupo vão continuar a acelerar, enquanto se expande na Polónia, e que a sua vantagem e avaliação em relação aos pares europeus, vai aumentar", diz o banco norte-americano, que considera a companhia nacional como a sua "preferida no retalho alimentar europeu".

Ver comentários
Outras Notícias