Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Painel de bolsa Jornal de Negócios: Millennium faz cair "target" médio da Mota-Engil

Novo corte de avaliação levou "target" médio da construtora a cair para 2,32 euros

Negócios negocios@negocios.pt 04 de Julho de 2011 às 09:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Mota-Engil sofreu mais um corte de "target". Desta vez foi o Millennium IB a rever em baixa a avaliação atribuída às acções, reduzindo-o em mais de um euro, levando o preço-alvo médio a descer para 2,32 euros. Ainda assim, os títulos apresentam um potencial elevado.

Este foi o quarto corte que a construtora sofreu desde meados de Março. Desde essa altura as acções da cotada já perderam mais de 20% do seu valor, o que levou o seu potencial de valorizar a subir para quase 50%, no final da semana passada. As acções estavam a cotar nos 1,571 euros.

A 24 de Junho, a Mota-Engil chegou mesmo a negociar no nível mais baixo desde Agosto de 2004, penalizada, tal como os outros títulos da construção, pela crise económica que se vive em Portugal e que levaram o novo Governo de Pedro Passos Coelho a adiar ou suspender diversas Obras Públicas, como é o caso do TGV entre Lisboa e Madrid.

Neste contexto, o Millennium IB alerta para um aumento do risco dos negócios da Mota-Engil. Mas também para um agravamento dos custos de financiamento da construtora, factores que levaram o banco de investimento a baixar o preço-alvo de 2,75 para 1,60 euros.

Face à última cotação, a esta nova avaliação confere às acções da Mota-Engil um potencial de valorização de apenas 1,8%. Daí que a recomendação tenha sido reduzida para "neutral". Mas a maioria dos bancos que seguem a empresa continuam a recomendar "comprar", como é o caso do Santander.




Ver comentários
Outras Notícias