Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Painel de bolsa Jornal de Negócios: Negócio da Repsol eleva "target" da Galp Energia

O Deutsche Bank e o Crédit Suisse subiram o preço-alvo da petrolífera.

Negócios negocios@negocios.pt 11 de Outubro de 2010 às 10:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O investimento de 7,1 mil milhões de dólares (cerca de 5,2 mil milhões de euros) da chinesa Sinopec nos activos que a Repsol detém no Brasil foi bem recebido pelos investidores e analistas da Galp Energia, A petrolífera portuguesa, que tal como a Repsol está presente no Brasil através da participação em consórcios de exploração, já valorizou em bolsa mais de 9% desde que o negócio entre a Sinopec e a Repsol foi anunciado.

Na sequência deste anúncio dois bancos de investimento estrangeiras elevaram o preço-alvo da empresa liderada por Ferreira de Oliveira, deixando o "target" médio da empresa nos 14,70 euros por acção. Este valor representa um potencial de valorização de quase 8%, face à cotação de sexta-feira, de 13,635 euros.

Alguns dias após ser conhecido o investimento da Sinopec, a 6 de Outubro, o Crédit Suisse subiu o preço-alvo da Galp Energia de 13,00 para 14,20 euros para reflectir uma avaliação mais alta dos activos da petrolífera portuguesa no Brasil. "Estimamos que os activos brasileiros tenham uma avaliação de 3,4 dólares por barril, em média" afirmaram os analistas Kim Fustier e Thomas Adolf, do banco de investimento suíço.

Um dia mais tarde, o Deutsche Bank também reviu em alta o preço-alvo da empresa de 12,75 para 14,65 euros para incorporar o investimento da Sinopec na unidade brasileira da Repsol. Este negócio, destacaram os analistas, "aumenta o optimismo em torno das operações no Brasil". ALM




O preço-alvo médio é calculado tendo em conta as avaliações de vários bancos de investimento que seguem a empresa. O Negócios recolheu os preços-alvo de 32 bancos de investimento nacionais e internacionais. As setas indicam a alteração face à posição ocupada pela empresa na semana anterior. *cotação de 08/10/2010


Ver comentários
Outras Notícias