Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Proposta de Orçamento do Estado para 2011 reúne todas as atenções

A semana será marcada pela divulgação das minutas da Fed dos EUA e pelos resultados trimestrais de algumas empresas norte-americanas

Edgar Caetano edgarcaetano@negocios.pt 11 de Outubro de 2010 às 10:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Orçamento do Estado | Proposta deverá ser entregue no final da semana. Analistas dizem que é "vital" a aprovação para o País.
A proposta de Orçamento do Estado (OE) para 2011 vai concentrar as atenções em Portugal e vai merecer destaque também lá fora. As principais linhas orientadoras já foram avançadas pelo Executivo liderado por José Sócrates, o que contribuiu para uma ligeira moderação dos juros exigidos pelos investidores para a compra de dívida nacional.

Permanece, no entanto, uma grande incerteza em torno da recepção parlamentar do documento. Um impasse a que os mercados internacionais estão também muito atentos.

"O mercado está a acompanhar de perto o que se passa na arena política portuguesa", diz ao Negócios David Schnautz, um especialista do mercado de obrigações do Commerzbank, em Londres. "A incerteza [que se vive] é uma pressão que paira sobre a percepção de risco relativamente a Portugal", acrescenta.

"Uma viabilização do Orçamento é vital para o País", comenta Pedro Borges, director da Orey Financial. "Nem imagino os juros que iríamos pagar em qualquer dívida que emitíssemos", disse, ao Negócios. O IGCP, a agência que gere o crédito público português, não agendou para esta semana quaisquer emissões de dívida.

Olhos postos nos EUA
Os investidores vão também acompanhar atentamente a divulgação das minutas da última reunião da Reserva Federal dos EUA, na busca de eventuais pistas acerca das próximas decisões de política monetária do organismo liderado por Ben Bernanke.

O Comité de Operações no Mercado Aberto (FOMC, na sigla original) poderá anunciar novas medidas de estímulo à economia, uma especulação que tem penalizado o dólar.

E, depois de a Alcoa ter aberto as hostilidades com números animadores, a época de apresentação de resultados empresariais nos EUA prossegue esta semana com nomes sonantes como Intel, Google, General Electric e o J.P. Morgan Chase.

Do lado de cá do Atlântico, a época de resultados ainda não começou oficialmente mas os investidores terão algumas oportunidades de avaliar o desempenho mais recente das empresas.

Na quinta-feira, a Galp Energia apresenta os dados operacionais preliminares do terceiro trimestre. E grandes retalhistas europeias, como o Carrefour, a Hennes & Mauritz (H&M) e a Louis Vuitton Moet Hennessy, podem influenciar o rumo dos mercados com os relatórios sobre a actividade comercial recente.

No calendário económico, o Eurostat vai divulgar alguns indicadores relevantes sobre a economia europeia. Em destaque, a produção industrial em Agosto, conhecida na quarta-feira, e a inflação dos preços no consumidor na Zona Euro, na sexta-feira. A evolução dos preços em Portugal é divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística já na quarta-feira. *com ACL




Ver comentários
Outras Notícias