Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

"Precipício orçamental" nos EUA e crise na Grécia marcam a semana

Cortes orçamentais e aumentos de impostos que entram em vigor a 1 de Janeiro de 2013 começam a pesar no optimismo dos investidores

"Precipício orçamental" nos EUA e crise na Grécia marcam a semana
Edgar Caetano edgarcaetano@negocios.pt 12 de Novembro de 2012 às 11:31
  • Partilhar artigo
  • ...

Manifestações na Grécia | Semana começa com uma reunião dos ministros das Finanças da Zona Euro, com a situação na Grécia no topo da agenda.


O "precipício orçamental" norte-americano está a começar a pesar no sentimento dos investidores. A maioria dos economistas acredita que o Congresso acabará por chegar a um acordo parcial, que minimize o impacto sobre a economia dos cortes orçamentais e aumento de impostos que entram em vigor a 1 de Janeiro. Na Zona Euro, as atenções continuam viradas para Espanha e Grécia, ainda que não se esperem decisões concretas esta semana.

Os ministros das Finanças do Eurogrupo estão hoje reunidos em Bruxelas para debater o desbloqueio da tranche financeira de 31,5 mil milhões de euros para a Grécia, uma vez aprovado mais um pacote de medidas de consolidação orçamental no Parlamento ateniense. Fontes oficiais disseram, no entanto, que não será tomada uma decisão definitiva esta semana, só nas reuniões agendadas para o final do mês.

Já em Espanha, o mero anúncio do programa de compra de dívida pelo BCE permitiu ao país vizinho acelerar a obtenção de financiamento no mercado. Segundo o governo, o programa anual já foi conseguido na quase totalidade (95%) pelo que é menor a urgência de Espanha em tomar uma decisão sobre o pedido de ajuda antes do final do ano. Os analistas não esperam uma cedência por parte de Espanha, pelo menos antes das eleições regionais da Catalunha, que se realizam no dia 25 de Novembro.

Em Portugal, as atenções estão hoje concentradas na visita de Angela Merkel a Lisboa, onde vai estar reunida com o primeiro-ministro e com o Presidente da República, além de encontros com empresários. A chanceler alemã vai, aliás, percorrer vários países da Europa esta semana. Além da visita a Portugal, Merkel vai esta semana encontrar-se com o primeiro-ministro francês, Jean-Marc Ayrault, o polaco Donald Tusk e ainda o Presidente russo, Vladimir Putin.

Nos mercados globais, as atenções viraram-se nos últimos dias para o "precipício orçamental" dos EUA. O tema tem preocupado os analistas desde o início do ano, quando Ben Bernanke, presidente da Fed, criou o termo, mas só nesta recta de final de ano está a preocupar mais os investidores. O Congresso reúne-se amanhã numa sessão para debater este tema, algo que poderá marcar o sentimento nos mercados.

A semana conta também com a divulgação de alguns dados económicos importantes, em particular as estimativas ao Produto Interno Bruto nos vários países da Europa. O Eurostat divulga o relatório trimestral na quinta-feira. Em Portugal, o INE divulga amanhã as Contas Nacionais Trimestrais, no mesmo dia que publica a taxa de desemprego no terceiro trimestre.

Em destaque estarão também os resultados trimestrais de algumas cotadas do PSI-20, com destaque para o BES, amanhã, e para a Sonae, na quarta-feira.


Ver comentários
Outras Notícias