Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Seguros de recheio - 5 escolhas para proteger os seus bens

Os acidentes acontecem. É por este motivo que fazer um seguro de recheio está de longe de ser uma má ideia. Os seus bens podem sofrer se a catástrofe acontecer, mas a sua carteira evita um desgosto.

Lara Rosa lararosa@negocios.pt 28 de Abril de 2008 às 14:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

É importante que faça uma análise pormenorizada do valor dos bens que tem em sua casa uma vez que, caso a sua estimativa seja inferior ao valor do recheio, o capital seguro não abrangerá o valor total dos danos em caso de sinistro. No entanto, também não convém fazer uma avaliação superior ao valor do seu recheio uma vez que só o valor real dos bens será tido em conta por parte da companhia de seguros.

A revista Dinheiro&Direitos, da Deco, aconselha a que calcule o montante que teria de despender caso substituísse todo o conteúdo da sua casa, devendo acrescentar-lhe 10% para prevenir possíveis erros de avaliação.

A análise terá de abranger todo o recheio. No entanto, bens que tenham um valor mais elevado, como é o caso de obras de arte, antiguidades, jóias, computadores e, até, casacos de pele, deverão ser discriminados de forma individual. Uma indemnização justa só será conseguida se proceder desta forma, uma vez que as seguradoras costumam estabelecer um limite máximo de indemnização por unidade. No entanto, poderá deparar-se com um agravamento do seu prémio anual se estes bens de elevado valor ultrapassarem uma percentagem do capital seguro.

Desta forma, avaliar o recheio da sua casa com calma e rigor é decisivo para que a sua despesa com um seguro deste tipo seja realmente eficaz.

Actualização do valor do recheio

Com o passar do tempo, o valor dos bens modifica-se, o que leva as companhias a actualizarem, todos os anos, o capital seguro. Esta actualização é feita com base nos índices do Instituto de Seguros de Portugal, que têm por objectivo reflectir a variação dos preços em função da inflação.

Da mesma forma, deverá actualizar o valor de recheio da sua casa e comunicá-lo à sua seguradora de, pelo menos, cinco em cinco anos, uma vez que com o passar dos anos vai adquirindo e desfazendo-se de diversos bens.

A mais pequena alteração no recheio de sua casa pode fazer variar o capital seguro. É fundamental mantê-lo actualizado para não ter surpresas desagradáveis caso um azar lhe bata à porta.

Ver comentários
Outras Notícias