Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Aumento da procura de petróleo deverá manter-se mas OPEP antecipa abrandamento em outubro

Relatório mensal da OPEP diz que risco aumentado de casos de covid-19 "está a turvar as perspetivas de procura de petróleo no último trimestre do ano". Só em 2022 é que a procura irá atingir valores pré-pandemia.

Joana Almeida JoanaAlmeida@negocios.pt 13 de Setembro de 2021 às 16:28
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A procura mundial de petróleo deverá continuar a aumentar até ao final do ano, apesar de se antever uma ligeira desaceleração do ritmo de crescimento a partir de outubro. As previsões constam do relatório mensal da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), que indica que só em 2022 a procura irá atingir valores pré-pandemia.

"A procura por petróleo no terceiro trimestre tem-se mostrado resiliente, suportada pela alta mobilidade e viagens, especialmente na OCDE. Ao mesmo tempo, o risco aumentado de casos de covid-19, devido principalmente à variante Delta, está a turvar as perspectivas para a procura de petróleo no último trimestre do ano", lê-se no relatório mensal da OPEP.

A OPEP alerta que as perspetivas de desaceleração no crescimento da procura, entre outubro e dezembro, poderão levar a uma "revisão em baixa das estimativas do quarto trimestre". Ainda assim, a organização estima que a procura média global de petróleo deverá manter-se, até ao final deste ano, nos 96,7 milhões de barris por dia. 

Em agosto, a produção diária da OPEP aumentou em 151 mil barris para um total de 26,76 milhões de barris por dia - ficando, ainda assim, bastante abaixo da procura global pelo crude da OPEP no terceiro trimestre. Também a procura de petróleo no segundo trimestre foi revista "ligeiramente em baixa".

Para o próximo ano, as novas previsões da OPEP apontam para um aumento "robusto" da procura por petróleo, em mais 4,2 milhões de barris por dia. Este volume corresponde a mais 980 mil barris por dia do que o previsto em agosto. "A procura de petróleo em 2022 está agora projetada para atingir 100,8 milhões de barris por dia, excedendo os níveis pré-pandémicos", diz o cartel.

Além do aumento do consumo global, as interrupções da produção de petróleo nalgumas regiões (como por exemplo, no Golfo do México, devido à passagem do furacão Ida) contribuíram para um aumento da procura pelo crude da OPEP. 
Ver comentários
Saber mais OPEP Organização dos Países Exportadores de Petróleo petróleo
Outras Notícias