Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Brent sobe mais de 1% pela primeira vez em um mês

Preços do petróleo recuperam das fortes quedas registadas nas últimas semanas. China e G8 apontam para crescimento, o que traz um ligeiro alívio face aos receios com a Grécia. Brent já voltou a terreno positivo em 2012.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
Os preços do barril de petróleo estão a negociar com um ganho de 1% na bolsa de Londres. Não se registava uma variação positiva tão expressiva desde 20 de Abril.

Os contratos de Brent do Mar do Norte, que servem de referência para as importações portuguesas, seguem a subir 1,17% para negociarem nos 108,39 dólares por barril. É o primeiro dia de ganhos após três sessões de recuos. O preço do Brent só ganhou terreno numa sessão da semana passada. No início de Maio, o barril de petróleo era negociado acima dos 119 dólares.

Com a variação de hoje, o Brent já acumula um ganho de 0,9% em 2012, deixando o terreno negativo.

Também hoje os preços dos contratos futuros do West Texas Intermediate (WTI) seguem a avançar, depois de recuos durante seis dias. Os preços sobem 0,80% para os 92,21 dólares por barril, tendo, contudo, chegado a um novo mínimo desde Janeiro durante a sessão. Neste caso, o WTI ainda cai mais de 6% desde o início do ano.

A impulsionar a subida dos preços do petróleo estão as notícias de que a China poderá tomar medidas para impulsionar o crescimento. “Devemos continuar a implementar uma política orçamental pró-activa e uma política monetária cautelosa, dando, ao mesmo tempo, prioridade à manutenção do crescimento”, afirmou ontem o primeiro-ministro Wen Jiabao, de acordo com a agência Reuters.

Além disso, o encontro das oito maiores potências do mundo, o G8, também apontou para políticas de estímulos e não tanto para mais austeridade, como salienta à agência Bloomberg John Kilduff, parceiro do “hedge fund” Again Capital.

Os mercados estão hoje a recuperar, assim, das últimas sessões em que os mercados afundaram – desempenho ao qual o petróleo não escapou. Os receios de que a Grécia possa sair do euro – na sequência de eleições a realizar no país – trazem incertezas para os investidores, a par das preocupações em torno do sector financeiro espanhol.
Ver comentários
Saber mais petróleo West Texas Intermediate WTI Brent
Outras Notícias