Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cacau em máximos de 32 anos

Matéria-prima sobe com alargamento da proibição às exportações pela Costa do Marfim, o maior produtor do mundo.

Negócios negocios@negocios.pt 22 de Fevereiro de 2011 às 19:32
A proibição das exportações de cacau na Costa do Marfim continuam a suportar os preços da matéria-prima, que fixaram um novo máximo em 32 anos.

Alassam Ouattara, o vencedor das eleições presidenciais de Novembro, vai estender a proibição que terminava no fim desta semana e que já dura desde 23 de Janeiro. A Costa do Marfim é o maior produtor do mundo.

O anúncio fez subir o preço do ingrediente do chocolate em Nova Iorque, atingindo um novo máximo em 32 anos. O cacau para entrega em Maio subiu 2,5% para 3.586 dólares por tonelada métrica, o valor mais alto desde Janeiro de 1979. Desde o final de Novembro a cotação já subiu cerca de 25%.

“Sem um fim à vista para a instabilidade política, os preços vão continuar em alta”, afirmou Jack Scoville, vice-presidente da Price Futures Group, em Chicago, em declarações à Bloomberg. “As exportações foram interrompidas e à receio que os grãos se deteriorem”, acrescentou.



Ver comentários
Saber mais cacau máximos 32 anos costa do marfim proibição exportações
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio