Matérias-Primas Combustíveis vão subir pela quarta semana seguida

Combustíveis vão subir pela quarta semana seguida

O preço da gasolina deverá registar a maior subida desde abril e o gasóleo também vai ficar mais caro.  
Combustíveis vão subir pela quarta semana seguida
Bloomberg
Nuno Carregueiro 12 de julho de 2019 às 10:29

Os preços dos combustíveis vão voltar a subir nos postos de abastecimento em Portugal, refletindo a valorização da matéria-prima nos mercados. Depois das quedas históricas em meados de maio, esta será já a quarta semana seguida de agravamento dos preços.

A tonelada métrica da gasolina aumentou perto de 4% (cotação em euros) tendo em conta a variação dos preços médios diários entre segunda-feira e quinta-feira. Esta variação, de acordo com os cálculos do Negócios, aponta para um agravamento de 2 cêntimos por litro no preço de venda da gasolina simples em Portugal.

Este combustível, segundo a DGEG, foi vendido esta semana a um preço médio de 1,506 euros por litro, pelo que a confirmar-se esta subida de dois cêntimos, na próxima segunda-feira o preço irá aproximar-se de 1,53 euros.

No caso do gasóleo a subida nos mercados foi mais contida (2,5%), pelo que o aumento nos postos de abastecimento em Portugal também será mais ténue. Os cálculos do Negócios apontam para uma subida entre 1 e 1,5 cêntimos no preço de venda do gasóleo simples. O litro deste combustível subirá assim para valores em torno de 1,35 euros.

Estas subidas de preços, confirmadas ao Negócios por fonte do setor, refletem uma semana de valorizações nas cotações das matérias-primas ligadas ao petróleo. O Brent em Londres valorizou perto de 5% e está em máximos de sete semanas, refletindo a tensão no Médio Oriente, a descida dos inventários nos Estados Unidos e uma tempestade no Golfo do México que afetou a produção.

A confirmar-se uma subida de 2 cêntimos, a gasolina vai registar o maior aumento de preços semanal desde o início de abril. Ainda assim, tal como no gasóleo, os preços estão substancialmente abaixo dos valores registados antes da queda histórica em meados de junho. No final de maio a gasolina simples registou um preço médio de 1,58 euros e o gasóleo estava perto de 1,40 euros por litro.

A evolução dos preços dos combustíveis é calculada pelo Negócios, tendo por base a evolução dos derivados do petróleo (gasóleo e gasolina) e do euro. Ainda assim, a evolução dos custos dependerá de cada posto de abastecimento, da marca e da zona onde se encontra. 

 

Os cálculos do Negócios têm por base contratos diferentes dos seguidos pelas petrolíferas (ainda que a evolução costume ser semelhante), sendo que os dados a que o Negócios tem acesso só estão disponíveis até quinta-feira (faltando um dia de negociação).




Marketing Automation certified by E-GOI