Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Furacão Alex corta produção petrolífera, encerra escolas e empurra crude para as praias

Entretanto, o primeiro furacão da época de 2010, o Alex, já levou ao fecho de plataformas de exploração petrolífera, escolas e representações governamentais no Sul do Texas e na zona ocidental do Golfo do México. Além disso, está também a perturbar alguns voos.

Furacão Alex corta produção petrolífera, encerra escolas e empurra crude para as praias
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 30 de Junho de 2010 às 16:10
  • Partilhar artigo
  • ...
Entretanto, o primeiro furacão da época de 2010, o Alex, já levou ao fecho de plataformas de exploração petrolífera, escolas e representações governamentais no Sul do Texas e na zona ocidental do Golfo do México. Além disso, está também a perturbar alguns voos.

O Alex é o primeiro furacão da época dos furacões no Atlântico – que vai de 1 de Junho a 30 de Novembro - e é o primeiro furacão de Junho dos últimos 15 anos, depois do furacão Allison que se formou a 3 de Junho de 1995. No ano passado, o primeiro furacão desta época no Atlântico foi o Bill e formou-se a 15 de Agosto.

O furacão Alex apresenta actualmente ventos máximos de 129 quilómetros por hora, segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA, citado pela Bloomberg.

Perto de 30 plataformas petrolíferas foram evacuadas devido ao furacão. Segundo a Bloomberg, está suspensa a produção de cerca de 396 mil barris de produção diária de crude, de par com 600 milhões de pés cúbicos de gás natural.

Os fortes ventos e o mar revolto estão a empurrar rapidamente mais petróleo para as praias da costa do Golfo, numa altura em que as embarcações responsáveis pela limpeza do crude que continua a ser derramado pelo poço danificado na explosão de uma plataforma explorada pela BP tiveram de suspender os seus trabalhos devido ao Alex.

Ver comentários
Outras Notícias