Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

JPMorgan: Investidores devem continuar a comprar ouro

O banco de investimento defende a aposta nas matérias-primas, que devido ao aumento da procura, devem continuar a ganhar valor.

Rita Faria afaria@negocios.pt 04 de Agosto de 2011 às 13:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
Com base nas previsões para o ouro e cobre, o banco de investimento JPMorgan afirma que os investidores devem manter os seus investimentos em matérias-primas, mesmo que a economia global cresça menos do que o esperado, já que o “apetite” crescente por matérias-primas é forte o suficiente para garantir futuros ganhos.

De acordo com este banco de investimento, que reviu em alta as previsões para estes metais preciosos, o ouro pode atingir os 1.800 dólares por onça até ao final do ano, e o cobre deverá regressar aos 10.000 dólares por tonelada métrica.

Também o Goldman Sachs e o Morgan Stanley mantiveram, no mês passado, as previsões optimistas para a evolução dos preços do cobre e do ouro, com base na recuperação da economia global no segundo semestre deste ano.

O ouro, que é um investimento de refúgio em tempos de instabilidade económica e financeira, tem despertado o “apetite” dos investidores, movidos por receios crescentes em relação ao abrandamento da recuperação económica global.

Para além da ameaça de contágio da crise de dívida na Europa, com os juros de Itália e de Espanha a bater recordes, também dos Estados Unidos têm chegado indicadores pouco animadores, que aumentam os receios de que a maior economia do mundo possa estar a um passo da estagnação, com uma dívida em mãos difícil de sustentar.

Os últimos dias foram de ganhos para as matérias-primas, tendo o ouro atingido um máximo histórico no decorrer da sessão de ontem, quando a matéria-prima negociava acima dos 1.670 dólares nos mercados de Londres e Nova Iorque. Desde o início do ano, os ganhos do ouro ascendem já aos 17%.

O ouro para entrega imediata, negociado na bolsa de Londres está a subir 0,22% para os 1665,35 dólares por onça, enquanto os futuros sobre o ouro cotado em Nova Iorque seguem a valorizar 0,03%, estando a matéria-prima a valer 1663,90 dólares por onça.



Ver comentários
Saber mais Ouro Cobre JPMorgan matérias-primas
Outras Notícias