Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

OPEP+ acorda prolongar corte da produção por mais um mês

A OPEP+ acordou este sábado prolongar por mais um mês o o atual nível de retirada de crude do mercado. A Nigéria e o Iraque, que não cumpriram os cortes estabelecidos, terão de compensar com reduções adicionais.

Reuters
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 06 de Junho de 2020 às 15:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e os seus aliados (OPEP+, onde se inclui a Rússia) acordaram este sábado o prolongamento do atual nível de cortes da produção por mais um mês, até ao final de julho, de acordo com um "draft" a que a Reuters teve acesso.

Apesar da proposta de acordo ainda não ter sido votada, a decisão já está tomada, tendo todos os países aceitado as condições, refere a agência noticiosa.

O cartel irá manter a redução de 9,7 milhões de barris diários até final do próximo mês, em vez de aligeirar o corte para 7,7 milhões de barris a partir de 1 de julho, como inicialmente previsto.

Adicionalmente, vários países, incluindo o Iraque e a Nigéria, comprometeram-se a implementar na íntegra os limites à produção e proceder a reduções adicionais entre julho e setembro para compensar o incumprimento dos limites definidos para maio e junho, referem delegados da reunião citados pela Reuters.

O acordo constitui um triunfo para a Arábia Saudita e Rússia, que têm vindo a pressionar outros membros do grupo a cumprirem com os limites acordados.

O preço do petróleo Brent, de referência para Portugal, registou a sexta semana consecutiva de ganhos em Londres, tendo mais do que duplicado o seu preço face a abril e cotando nos 42,30 dólares por barril.

Ver comentários
Saber mais OPEP+ Organização dos Países Exportadores de Petróleo Rússia Reuters energia petróleo produção cortes
Mais lidas
Outras Notícias