Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo cai para mínimos de 2011 após dados económicos e reservas dos EUA

Os preços do petróleo estão a cair mais de 1%, a reflectir a evolução das reservas de matéria-prima dos EUA e a revisão em baixa da evolução da economia norte-americana.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 31 de Maio de 2012 às 16:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
O West Texas Intermediate (WTI), negociado em Nova Iorque, segue a perder 1,37% para 76,62 dólares, e o Brent, transaccionado em Londres e de referência para Portugal, segue a descer 1,42% para 102,00 dólares. A matéria-prima já atingiu um novo mínimo de Outubro de 2011 em ambos os mercados.

A economia dos EUA cresceu a uma taxa anual de 1,9%, quando a leitura inicial tinha sido de 2,2%. Face ao último trimestre de 2011, este comportamento corresponde a um abrandamento do ritmo de crescimento económico, o que aumento os receios em torno da economia norte-americana.

O Departamento de Energia dos EUA revelou a evolução das reservas de crude e derivados na semana passada, com as de petróleo a crescerem mais do que o previsto. As reservas de crude aumentaram em 2,2 milhões de barris, quando as estimativas dos analistas apontavam para um aumento de um milhão.

Os inventários de destilados, onde se inclui o gasóleo rodoviário e para aquecimento, caíram em 1,7 milhões, uma descida que surpreendeu, já que os analistas previam uma manutenção.

No caso da gasolina, houve uma redução de 833 mil barris nos stocks, uma descida que foi inferior à prevista pelos analistas que apontavam para uma quebra de um milhão.

A contribuir para a queda dos preços da matéria-prima estão os dados económicos hoje divulgados nos EUA e que vieram aumentar os receios em torno da recuperação da economia, numa altura em que muitos países já Europa já se encontram em contracção.
Ver comentários
Saber mais petróleo WTI Brent matérias-primas
Outras Notícias