Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo cai quase 1% penalizado por falta de acordo do G20

A matéria-prima continua esta tarde em queda, a reflectir as conclusões que saíram da Cimeira do G20 que se realizou este fim-de-semana na Cidade do México. O grupo das 20 maiores potências mundiais rejeitou, para já, o pedido de reforço de capital da Zona Euro.

Andreia Major amajor@negocios.pt 27 de Fevereiro de 2012 às 15:36
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O Brent do Mar do Norte, negociado em Londres e utilizado como valor de referência às importações europeias, cede 0,97% para 124,25 dólares por barril. Em Nova Iorque, o barril de crude WTI, negociado na Nymex, recua 0,83% para 108,86 dólares por barril.

O petróleo está a ser penalizado pela rejeição temporária do reforço do capital do Fundo Monetário Internacional (FMI). Os ministros das Finanças do G20, que se reuniram durante o fim-de-semana na Cidade do México, não chegaram a acordo para elevar para perto de dois biliões de euros a capacidade de resposta financeira à crise. O acordo ficou adiado para o próximo encontro.

O grupo das 20 maiores potências mundiais rejeitou, para já, um pedido da Zona Euro para que se reforce o capital do Fundo Monetário Internacional, avisando que “a Europa tinha também de fazer um esforço, para que todo o mundo veja”.

O Ministro das Finanças britânico foi claro quanto à necessidade da participação dos países da Zona Euro. “Estamos preparados para reforçar os recursos do FMI, mas só depois de vermos a cor do dinheiro da Zona Euro, e ainda não vimos a cor do dinheiro da Zona Euro”, disse George Osborne, citado pela agência “Reuters”.

A matéria-prima segue também a reflectir os alertas da directora do FMI. Christine Lagarde alertou o que a economia mundial “não está fora da zona de perigo”, devido aos sistemas financeiros frágeis e à subida dos preços do petróleo.

“Temos o FMI a avisar sobre a economia mundial e os receios em torno da Europa estão a começar a re-emergir”, disse Gene McGillian, analista e corretor da Tradition Energy, à Bloomberg.

Ver comentários
Saber mais petróleo Brent crude WTI crude Nova Iorque EUA Estados Unidos Londres Europa importações exportações matérias-primas Zona Euro crise da dívida crise soberana Grécia acordo G20
Outras Notícias