Trading AIE: Procura mundial de petróleo começa a estagnar em torno de 2030

AIE: Procura mundial de petróleo começa a estagnar em torno de 2030

A Agência Internacional da Energia (AIE) estima que a procura de crude a nível mundial atinja um pico em torno de 2030 e que essa seja a década que marcará a desaceleração.
AIE: Procura mundial de petróleo começa a estagnar em torno de 2030
Reuters
Carla Pedro 13 de novembro de 2019 às 00:40

A procura de petróleo a nível mundial atingirá um pico em torno de 2030, com a utilização de carros mais eficientes e veículos elétricos a fazer estancar um setor que dominou o século passado, estima a Agência Internacional da Energia (AIE).

 

Nas suas Perspectivas Mundiais para a Energia (World Energy Outlook), apresentadas esta noite, a AIE prevê que embora o atual ritmo de expansão da procura por petróleo, na ordem de um milhão de barris por dia – que corresponde a uma taxa de crescimento de cerca de 1% -, se deva manter nos próximos cinco anos, acabará por estancar em apenas 100.000 barris diários nos anos de 2030.

 

Por essa altura, o recurso a combustíveis derivados do petróleo nos veículos de passageiros já terá atingido um pico, projeta a AIE.

 

"A procura de petróleo estancará no pós-2030", sublinhou Fatih Birol, diretor executivo da AIE. "O crescimento da procura será robusto até 2025, mas o crescimento começará a abrandar a partir daí", acrescentou, citado pela Bloomberg.

 

A perspetiva de um "pico da procura" tem vindo a ser cada vez mais falada na indústria petrolífera ao longo dos últimos anos, numa altura em que o mundo tenta combater as alterações climáticas antes de chegarem a patamares catastróficos. E uma das medidas é diversificar em matéria energética, com um afastamento dos combustíveis fósseis.

 

E existe um grande consenso, atualmente, quanto à possibilidade de a década de 2030 ser a que vai de facto marcar a viragem no crescimento da procura por crude.

 

No passado mês de julho, Tom Ellacott, consultor da Wood Mackenzie, disse ao Negócios que apesar de o cenário de base da sua empresa apontar para que o pico da procura de petróleo aconteça em 2036, isso poderá acontecer mais cedo.

 

"Se pensarmos nos preços do petróleo e se formos uma empresa, neste momento temos bastantes fatores de incerteza A Wood Mackenzie, no seu cenário de base, aponta que a procura de crude atinja o pico em 2036. Mas o mercado é tão incerto que pode acontecer antes. O pico da procura pode ocorrer mais cedo do que se espera e os preços do petróleo ficarem mais baixos do que aquilo que todos projetávamos, pelo que as empresas têm de se posicionar para esse cenário e garantir que os projetos funcionam com preços mais baixos", sublinhou.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI