Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

China ultrapassa EUA e torna-se no maior importador de petróleo do mundo

A China ultrapassou os Estados Unidos da América (EUA) e tornou-se o maior importador de petróleo do mundo. Uma mudança que pode afectar a “geopolítica dos recursos naturais”.

Rita Dias Baltazar rbaltazar@negocios.pt 04 de Março de 2013 às 14:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Os EUA lideravam o “ranking” dos países importadores de petróleo desde 1970. Em Dezembro de 2012, as importações líquidas de crude caíram para os 5,98 milhões de barris por dia, igualando valores de 1992. No mesmo mês, as importações líquidas chinesas cresceram para os 6,12 milhões de barris por dia, segundo a alfândega do país.

 

A mudança dos Estados Unidos para a China ainda não foi confirmada. Por um lado, os impostos poderão ter distorcido as estimativas das importações líquidas norte-americanas, em Dezembro. Acresce que as empresas tendem a diminuir as encomendas da matéria-prima no final do ano, de forma a reduzirem os inventários e consequentemente os impostos.

 

A história mostra que as importações petrolíferas norte-americanas costumam recuperar em Janeiro das quedas registadas no final do ano anterior. Assim, os EUA poderão ter voltado à liderança nas compras de matéria-prima ao exterior no início de 2013. A China, por sua vez, verificou já um aumento das importações de crude para os 6,30 milhões de barris por dia.

 

Em 2012, os EUA mantiveram a liderança anual das importações de petróleo, porém a diferença face à China tem vindo a esbater-se, como refere o FT. Os EUA compraram 7,14 milhões de barris por dia, no último ano, ao passo que a China atingiu os 5,72 milhões de barris por dia.

 

Nos EUA, a produção petrolífera cresceu mais de 800 mil barris por dia, em 2012, o que representa o maior aumento desde que o país explora esta matéria-prima. As exportações de produtos refinados atingiram também valores recorde, de acordo com o mesmo jornal britânico.

 

Os analistas estimam que ainda a que os EUA tenham ultrapassado a China em Janeiro, no final deste ano, ou em 2014, as exportações petrolíferas serão lideradas pela maior potência comercial do mundo. Esta mudança poderá alterar a “geopolítica dos recursos naturais”, segundo o Financial Times.

Ver comentários
Saber mais China EUA petróleo crude matérias-primas
Outras Notícias